segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Negligência Médica em Portimão. Médica vai responder por homicídio



Uma médica ginecologista do Hospital Particular de Alvor (Portimão) vai ser julgada pelo homicídio por negligência de Vera Alves, uma enfermeira de 27 anos que morreu, vítima de hemorragia, durante uma pequena cirurgia aos ovários a que se submeteu em abril de 2011 para conseguir engravidar, naquela unidade de saúde.

Por:Ana Palma

No despacho de pronúncia, conhecido ontem à tarde no Tribunal de Portimão, o juiz Pedro Frias não teve dúvidas: Madlen Yossif vai ser julgada, em tribunal singular, pelo erro na laparoscopia através do umbigo. O magistrado considerou que a médica "não levou a cabo o procedimento técnico adequado", por "descuido ou inabilidade", o que provocou a hemorragia fatal. A Ordem dos Médicos já tinha considerado não ter sido aquela a melhor decisão. O viúvo de Vera, Jorge Filipe, disse ao CM que a decisão o sossegou: "Agora tenho esperança de que seja feita justiça."