Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

terça-feira, 6 de agosto de 2013

MÉDICO RUSSO FILMADO A DAR MURROS A DOENTE

 

As câmaras de segurança de um hospital russo apanharam Andrey Votyakov, conceituado anestesista, a agredir no rosto e no peito um paciente que recuperava de uma cirurgia cardíaca. VEJA O VÍDEO


O médico e chefe dos anestesistas do Centro Federal de Cirurgias Cardiovasculares, hospital russo localizado nos Montes Urais, foi filmado a agredir o paciente que recuperava de uma intervenção cirúrgica cardíaca. O doente estava amarrado à cama do hospital e acabou por morrer mais tarde, não sendo ainda claro que a agressão tenha estado na origem do agravamento do estado de saúde.
O anestesista explica que quando entrou na sala, o paciente lhe chamou "vários nomes pejorativos". "Passámos tanto tempo a ajudá-lo a recuperar, porque era um caso muito complicado, e ele não pronunciou uma única palavra de gratidão", justifica. "Depois juntou-se o cansaço crónico, deixei-me levar e agredi-o com socos várias vezes", admitde Votyakov, admitindo sentir-se extremamente cansado depois de um turno de 36 horas.
Votyakov lamenta o incidente e garante sentir-se muito arrependido pelo sucedido.
A agressão, que ocorreu em fevereiro deste ano, só se tornou pública agora. O médico foi despedido e, de acordo com a imprensa russa, está a ser investigado pela polícia. Se se provar uma relação entre a morte do paciente e as agressões,  Votyakov pode ser condenado a 15 anos de prisão por "provocar lesão corporal grave e perigosa resultante na morte de uma pessoa".
Assista ao vídeo aqui