Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

domingo, 20 de janeiro de 2013

Os familiares afirmaram ao Angolense que o atraso no atendimento contribuiu para que o pequeno morresse, já que vertia muito sangue e não foi atendido.




Luanda -  Segundo testemunhas, o facto ocorreu no bairro do São Paulo, distrito do Sambizaga, quando a autora do crime não deu pão ao primo. Chateado com a resposta da prima, Wilkenson, depois de troca de palavras, tentou desferir uma chapada à prima, e esta, defendendo-se, levantando a mão em que tinha a faca. Levado ao hospital Américo Boavida, Wilkenson acabou por morrer poucos minutos depois.
Fonte: Angolense. Club-k.net
Os familiares afirmaram ao Angolense que o atraso no atendimento contribuiu para que o pequeno morresse, já que vertia muito sangue e não foi atendido.
Eliane Stella, irmã da vítima, disse à este jornal que a suposta culpada da morte não tinha intenção de matar, simplesmente defender-se da chapada que Will queria desferir a ela.  Antes de a vítima ser levada para o Américo Boavida, segundo conta Eliane, ainda teve uma passagem pela clínica Josefina, mas sem ser atendido por falta de condições.
Já no hospital Américo Boavida, levado pelo tio, Manuel e a irmã, Estela foi “barrada” pelo corpo de segurança, alegando que não era horário de visitas. Minutos depois, já no interior da unidade hospitalar, uma enfermeira não identificada afirmou que já não se podia fazer nada porque o menino acabara por morrer.
Segundo apurou este jornal, a suposta autora do crime, 11 anos de idade, está a ser acompanhada por uma psicóloga e está detida na Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC).
Familiares da vítima, desoladas, disseram estar decepcionados com o atendimento que tiveram naquela unidade hospitalar.” Estamos muito tristes com o que aconteceu, o hospital “Américo da Boa-Morte” como agora chamamos, está muito mal. “Esperamos que a direcção do hospital mude a forma de atendimento”.
Imagem: snake.fotosblogue.com