quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Roubo de medicamento nas unidades sanitárias


Procurador preocupado com venda de medicamento em mercados informais

Chimoio (Canalmoz) - O procurador chefe da província de Manica, Augusto Serôdio Rututo, condenou sexta-feira última a venda de medicamentos nos mercados informais da cidade de Chimoio, provenientes do contrabando nos hospitais públicos, mas também por serem vendidos em condições precárias de higiene e conservação.
Segundo o PGR, apesar de se intensificar cada vez mais a fiscalização do roubo de medicamentos no Hospital Provincial de Chimoio (HPC) e nos depósitos provinciais de medicamentos, a quantidade de medicamento que ainda está à venda nos mercados informais continua assustadora.
“Estes medicamentos são retirados por funcionários do sector de Saúde. É o motivo da sua abundância nos mercados. Temos alguns detidos nas celas da cadeia cabeça do velho”, disse o procurador chefe de Manica, Augusto Rututo.
Recentemente, dois funcionários da Saúde foram detidos em Manica. Outros dois estão fugitivos. Foi dado como comprovado o seu envolvimento no roubo de medicamentos.
Foi possível recuperar o medicamento e o material roubado pelos tais funcionários da Saúde, e aventa-se a possibilidade de se estar diante de uma rede de funcionários que vai muito além dos quatros identificados e detidos. (José Jeco)
Imagem: jornal.mocambicano.net