sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Prevenindo Morte por Engasgo






Meire Gomes - saladamedica@gmail.com
Salada Médica

Médica, servidora pública federal e pós-graduada em Direito Previdenciário. É colaboradora do Carta Potiguar, faz parte da equipe de editores do Bule Voador e é criadora do Blog Salada Médica. Contatos: Twitter - E mail. Não tem perfil no Orkut, Facebook ou outras redes sociais.
Prevenindo Morte por Engasgo
sábado, 9/janeiro/2010

http://colunas.digi.com.br/meire/prevenindo-morte-por-engasgo/

Queridos,

Este pequeno texto foi originalmente publicado no meu Blog há cerca de 6 meses e em virtude do retorno recebido pelos leitores, resolvi reproduzi-lo na Digi.

Prevenção é tudo.

Bom 2010 para todos vocês ! Entrarei num breve recesso por motivos profissionais, mas voltarei ao Colunas tão logo seja possível.

Na sua festinha de 1 ano de idade, B. engoliu a presilha que prendia os cachos loiros. Quase ao mesmo tempo, C. engasgava com a pilha de um celular de brinquedo que ela conseguiu desmontar sozinha. Uma foi submetida a endoscopia digestiva e a outra quase morreu sufocada. As duas evoluiram bem, mas o final de histórias assim nem sempre é feliz.

Engasgos por aspiração de corpo estranho são uma importante causa de morte de crianças pequenas, pois elas usam a boca para “examinar” os objetos.

A prevenção do acidente é o que há de melhor a se fazer. Crianças pequenas não devem receber grãos duros, como por exemplo grão de bico que não esteja muito bem cozido, amendoim e castanhas. Brinquedos que caibam na boca ou que contenham peças pequenas que podem ser retiradas devem ser evitados. A quase totalidade das mortes por engasgos na infância ocorre nos menores de 3 aninhos, mas a vigilância precisa ir mais além.

Não se pode confiar no bom senso de um bebê, mesmo que o pequeno não tenha hábito de colocar materiais estranhos na boca, não facilite. Bebês conseguem engolir ou aspirar até moedas e coisas tão estranhas como pilhas, anéis e brincos. Se a criança engoliu sem engasgar e está respirando bem, dirija-se a um prontosocorro para obter as orientações específicas.

Quando ocorre um engasgo habitualmente a primeira providência já é efetuada pela criança: ela tosse tentando expulsar o objeto ou alimento. Mas é preciso considerar sempre um risco potencial e organizar imediatamente a busca de um serviço de emergência e evitar tentar tirar o objeto com os dedos, a não ser que esteja muito visível, porque há um risco de empurrá-lo ainda mais e a consequencia é desastrosa. O que a família deve fazer imediatamente caso a criança não esteja respirando bem é dar pressão no tórax através de tapa nas costas ou a manobra de Heimlich, que consiste em aumentar a pressão do abdome para provocar a expulsão do corpo estranho. A manobra funciona assim:

Para bebês com menos de 1 ano:

Sentar-se e colocar o bebê de barriga para baixo no seu colo apoiando-o com o antebraço. Usando o punho, dar umas 5 pancadinhas na parte de cima das costas. É possível que só com essa manobra o objeto se desloque para cima e o bebê consiga expulsá-lo.

Há uma outra variação da manobra que pode ser feita caso a já descrita não funcione, mas é preciso ter muito cuidado para não machucar o nenê.

Coloque o pequeno de barriga para cima no seu colo, e pressione o tórax como se estivesse fazendo uma massagem cardíaca, usando o dedo indicador e o dedo médio dando uma pressão firme, porém não tão profunda, até 5 vezes seguidas.

Para crianças maiores de 1 ano e adultos:

Abrace a pessoa pelas costas e pressione seu abdome de 1 a 5 vezes. O aumento da pressão no abdome tenderá a deslocar o corpo estranho e facilitar a remoção do mesmo através da tosse.

O primeiro passo é sempre manter a calma, apoiar a pessoa, proceder os tapinhas nas costas e providenciar meios de auxílio médico enquanto ao mesmo tempo alguém realiza a manobra de Heimlich.

Como já foi dito antes, tentar salvar a pessoa do engasgo usando os dedos para retirar o corpo estranho pode ser muito perigoso, e até levar a pessoa à morte e só se justifica como medida extrema. Se a pessoa está engasgada mas está conseguindo respirar, jamais tente ajudar usando seus dedos. Faça as manobras descritas já no caminho para o hospital.

Foto: Laren Galloway, por TerryGreen.

Imagens da manobra de Heimlich em bebês extraídas de http://www.cliniped.pt/cliniped_noti_aspi_corpo_estranho.htm

Imagem do adulto extraída de http://www.med.um