quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

«aplicou mal a injecção ao pescoço do meu filho atingindo na veia dos nervos... que o deixou até hoje, sem equilíbrio/força nos membros e no pescoço.»


Judineide Pena Kalala, vulgo "Sónia", tenho 21 anos de idade, natural de Benguela-Lobito, residente em Luanda, BºMilitar/IFAL (Rua da Motocross)/Vila do Gamek/Talatona.

Em 2010 dei a luz ao meu querido filho Adilson Emmanuel, vulgo "Ady", em Benguela. Tive um parto natural/normal sem qualquer anomalia/problema e o bebé nasceu saudável.

Passado alguns meses, o menino estava doente e necessitava de uma transfusão de sangue; onde sofre uma cirurgia mal feita. A enfermeira a trabalhar era estagiária (acho) e aplicou mal a injecção ao pescoço do meu filho atingindo na veia dos nervos... que o deixou até hoje, sem equilíbrio/força nos membros e no pescoço.

Meu filho tem hoje 1 ano e 3 meses, e ainda não fala, não anda, não senta, nem engatinha... como uma criança normal da sua idade.

Sendo órfão de Pai e Mãe e ter ficado impossibilitada de prosseguir com os estudos e o trabalho, e depois de o bebé ser submetido a infinitas consultas sem sucesso e massagens frustradas... me encontro ainda em Luanda a procura de ajuda para o meu ADY.

Sofro dia e noite, sem saber se 1 dia vai andar e falar. Triste mais ainda quando vejo outras crianças da mesma idade a brincarem, pularem e gritarem, mas o meu bebé não!

Sei que ele é ESPECIAL e não merece passar pelo que está a passar, e não tem culpa de NENHUM PECADO OU MALDADE QUE EXISTE NESSE MUNDO!

Semana passada passou mal, botava para fora tudo que comia e respirava mal, fomos ao HOSPITAL MUNICIPAL DA SAMBA e as enfermeiras vendo aquilo chamaram a AMBULANCIA e fomos levados ao MARIA PIA... sendo grave a situação que se encontrava (pois necessitava OXIGENIO). Mas postos lá, as enfermeiras/médicas de lá diziam que não era nada grave e não necessitava oxigénio nenhum e nem precisava internar. Nos deram alta e ele voltou a passar mal...

Agradecia que entrasse em contacto quem puder ajudar esse ANJO, com alguma cirurgia que funcione, alguma operação que surta efeito ou sei la... de formar ao ADY andar, sentar, correr e falar, como qualquer outro bebé normal.

Pois muitas vezes vejo nos seus olhos e sua expressão facial, o desejo de brincar, mexer, desarrumar, pular, "cambaleotar" sem qualquer impedimento.

Ciente que DEUS vai tocar no coração de alguém de BOA FÉ (especialista na área ou talvez não...), despeço-me.

LUZ, PAZ E AMOR!!!

judineide@msn.com

sosemangola@gmail.com

+(244)931478644