quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Farmácias com menos um terço do stock por falta de dinheiro


Aproximadamente um terço (30%) do stock dos medicamentos das farmácias está a ser cortado devido à falta de dinheiro.
«É um problema de tesouraria. Falta dinheiro para terem o mesmo tipo de oferta que tiveram antigamente», afirmou Paulo Duarte, secretário-geral da Associação Nacional de Farmácias (ANF), ao DN.
«No ano passado, houve uma redução de 12% do valor de mercado, o que originou uma diminuição da rentabilidade, devido à descida do preço dos medicamentos. Para este ano, está prevista uma continuidade na descida, próxima dos 10%», comentou.
Perante a subida do preço dos medicamentos e a descida das vendas, aliada aos genéricos mais baratos e de diversas marcas, as farmácias viram-se obrigadas a reestruturar a sua gestão. Por outro lado, muitos clientes acabam por não conseguir comprar todos os remédios que lhes foram receitados.
«Deve ser rara a farmácia que não tenha feito uma redução entre os 30% e os 40% do investimento feito na compra de stock», refere Pedro Pires, da distribuidora Udifar.
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=558710
Imagem: diariosp.com.br