segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Cientistas descobrem cura para 400 mil pessoas com neurocisticercose


Uma nova pesquisa descobriu a causa e a cura para uma doença que afeta milhares de pessoas de uma só vez. Ponto para a medicina!
A neurocisticercose é uma infecção que acontece quando alguém tem a infelicidade de comer carne de porco contaminada. A doença provoca convulsões graves e afeta o cérebro.
A condição é a causa número um de epilepsia adquirida nos países em desenvolvimento. Ela provoca convulsões e dores de cabeça em cerca de 400 mil pessoas a cada ano na América Latina.
A tênia de porco (Taenia solium) infecta as pessoas através de carnes de porco mal cozidas ou contaminadas com fezes. Enquanto ela permanece viva em seu corpo, não é perigosa.
Mas, quando a praga entra em contato com o ácido gástrico no estômago, ela morre e se transforma em larvas, cistos chamados oncosferas. Oncosferas podem migrar para dentro do músculo, olhos e cérebro, onde causam inflamação.
Agora, um novo estudo dos cientistas do Colégio Baylor de Medicina descobriu que algo chamado Substância P é o culpado pela doença. Melhor ainda: nós já temos medicamentos que podem bloquear a Substância P.
Essa é a esperança, pelo menos. Os pesquisadores ainda têm de testar as drogas disponíveis para bloquear a Substância P para ver se elas vão funcionar corretamente em humanos. O bom é que, nos ratos, os remédios já se provaram eficientes.
Os pesquisadores pensaram na substância P porque ela é um neuropeptídeo conhecido por estar envolvido com a inflamação. Assim, eles realizaram autópsias e encontraram a substância P em pacientes infectados, mas não em cérebros não infectados.
Os cientistas também descobriram que ratos injetados com substância P sofriam convulsões graves. Quando eles recebiam uma droga que bloqueia o receptor da substância P, não tinham convulsões. Além disso, os ratos sem o receptor de substância P não também tinham convulsões, mesmo se infectados pela tênia.
Agora, o próximo passo da pesquisa será testar a droga anti-Substância P em pessoas que sofrem de convulsões como resultado da neurocisticercose.
A infecção por tênia subjacente continua a exigir tratamento, mas não ter convulsões durante os cuidados é fundamental para prevenir os problemas que vêm com elas: cair e ferir a cabeça ou pescoço, afogamento, problemas psicológicos, incluindo depressão e ansiedade, etc.[Gizmodo]
http://hypescience.com/cura-neurocisticercose/
Hypescience