sábado, 18 de fevereiro de 2012

Técnicos de saúde da clínica do quartel-general das FAA se encontram greve


Luanda – Os técnicos de saúde pertencentes a uma clínica – vocacionada ao tratamento dos ex-militares que padecem de diabetes, tensão arterial entre outras pandemias – localizada no interior do quartel-general das Forças Armadas Angolanas (FAA), em Luanda, encontram-se de braços cruzados por motivo de atraso salarial que se arrasta a três meses.

Fonte: Club-k
Dentre os grevistas, encontra-se uma especialista em doenças diabéticas de nome Molgada, que é reconhecida, segundo a nossa fonte, a nível do sector. Neste exacto momento, os pacientes – na maioria ex-militares – manifestam-se preocupados pelos seus estados de saúde.

Por outro lado, os pacientes – agastados com a situação que parece não ter fim – questionam sobre reembolso dos valores pagos (cerca de 860 dólares norte-americanos) para as devidas consultas médicas. “Doutora Molgada só voltará as suas actividades laborais caso lhe sejam pagos os meses em atraso”, admitiu uma fonte próxima da mesma.