domingo, 25 de março de 2012

Aviso: Fazer exercícios pode causar orgasmos


Segundo um novo estudo, as mulheres podem não precisar de um cara, de um vibrador ou sequer de qualquer outra estimulação sexual direta para ter um orgasmo – basta fazer exercícios físicos.
A pesquisadora Debby Herbenick, codiretora do Centro de Promoção da Saúde Sexual da Universidade de Indiana, EUA, diz que os cientistas já relataram o fenômeno do prazer sexual induzido pelo exercício físico em 1953, com cerca de 5% das mulheres entrevistadas dizendo que tinham orgasmos ligados ao exercício físico.
No entanto, naquela época foi difícil saber qual a prevalência real desse fenômeno porque a maioria das mulheres ofereceu a informação sem que os pesquisadores fizessem essa pergunta diretamente (ou seja, eles não perguntaram “você tem orgasmos quando faz exercícios físicos?”).
Desde então, os relatórios desse tipo de orgasmo, chamado em inglês de “coregasms”, por causa de sua ligação aparente com exercícios para músculos abdominais centrais, têm circulado na mídia há anos.
Apesar da atenção na mídia popular, pouco se sabe cientificamente sobre o orgasmo induzido por exercício. Então, Herbenick e seus colegas usaram pesquisas online para coletar os dados de 124 mulheres que tiveram orgasmos induzidos pelo exercício e 246 mulheres que relataram prazer sexual induzido pelo exercício.
A maioria das mulheres, com idades entre 18 a 63 anos e uma idade média de 30 anos, estava em um relacionamento sério ou casamento e 69% disseram ser heterossexuais.
Os pesquisadores descobriram que cerca de 40% dos dois grupos de mulheres tiveram prazer ou orgasmo induzido pelo exercício físico mais de 11 vezes em suas vidas. A maioria das mulheres do grupo do orgasmo disse que sentia um certo nível de constrangimento ao se exercitar em lugares públicos.
O grupo do orgasmo afirmou majoritariamente que não estava tendo uma fantasia sexual ou pensando em alguém quando tiveram orgasmos durante exercícios.
Das mulheres que tiveram orgasmos durante o exercício, cerca de 45% disseram que sua primeira experiência foi ligada a exercícios abdominais; 19% disseram que foi ligada a bike ou spinning; 9,3% disseram que foi ligada a escalar postes ou cordas; 7% relataram uma conexão com o levantamento de peso; 7% com correr e o resto das experiências incluiu vários exercícios, como ioga, natação, aparelhos elípticos, aeróbica e outros.
O prazer sexual induzido pelo exercício estava ligado a mais tipos de exercícios que o fenômeno do orgasmo.
Respostas às questões abertas da pesquisa revelaram alguns detalhes interessantes. Por exemplo, os exercícios abdominais ligados a orgasmos pareciam estar particularmente associados ao exercício “cadeira do capitão”, em que uma pessoa suporta seu peso sobre os antebraços e, em seguida, levanta os joelhos em direção ao seu peito.
As perguntas abertas também revelaram que os orgasmos tendem a ocorrer depois de vários conjuntos de flexões ou algum outro exercício abdominal em vez de depois de apenas algumas repetições. Também parecia acontecer depois que a mulher realmente tinha se exaurido.
“Muitas dessas mulheres disseram que isso começou a acontecer desde crianças”, disse Herbenick, acrescentando que algumas indicaram uma experiência aos 7 ou 8 anos. “Nós tivemos pelo menos uma mulher no estudo que era virgem, e realmente amava poder ter estas experiências na academia”.
Ligação confusa

Os pesquisadores não sabem ao certo porque certos exercícios levam ao orgasmo ou ao prazer sexual.
“Pode ser que o exercício, que já é conhecido por ter benefícios significativos para a saúde e bem-estar, tem potencial para melhorar a vida sexual das mulheres”, sugere Herbenick. Mas não é certo que os exercícios físicos podem realmente melhorar as experiências sexuais das mulheres.
A pesquisa tem várias implicações em relação à sexualidade das mulheres. O orgasmo e o desejo sexual já encabeçaram a lista de maiores preocupações sexuais das mulheres, com cerca de uma em cada quatro mulheres não atingindo o orgasmo durante o sexo.
Os pesquisadores sugerem que “pode ser que o exercício físico tem sido negligenciado em abordagens clínicas para o orgasmo das mulheres”.
Por outro lado, os cientistas têm debatido por muito tempo o contexto evolutivo do orgasmo feminino e sua ligação com a sexualidade e reprodução. Se muitas mulheres estão experimentando o orgasmo durante exercícios não relacionados com o sexo, então orgasmo induzido pelo exercício pode revelar o que o orgasmo tem ou não tem a ver com sexo ou reprodução.
Além disso, o orgasmo induzido por exercício pode ser um caminho para os cientistas e as próprias mulheres aprenderem mais sobre o processo do orgasmo.
Alguns podem questionar: “Será que isso realmente acontece?”. Herbenick responde: “Eu não tenho nenhuma dúvida de que isso acontece”.[MSN]
http://hypescience.com/mulheres-relatam-sentir-prazer-sexual-e-ter-orgasmos-quando-fazem-exercicio-fisico/
Hypescience