Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Dor de Garganta – Vírus ou Bactéria?




 

Introdução

Quando temos febre e dor de garganta, muitas vezes pensamos que é necessário antibiótico.
Caso recorra ao médico, provavelmente é esse o tratamento que pretende que seja prescrito. Essa intenção é muitas vezes transmitida direta ou indiretamente durante a consulta.
http://www.ptmedical.pt/dor-garganta-virus-bacteria/
Como o médico pretende manter uma boa relação com os seus doentes, muitas vezes cede a essa pressão e prescreve o antibiótico. Apesar de saber que é má prática, que contribui para o aumento das resistências aos antibióticos e para o aumento dos gastos em saúde, o receio de colocar em causa a relação médico-doente predomina.
Por essa razão, é importante que você confie no seu médico. Ou pelo menos, quando pedir antibiótico o faça de uma forma informada.
Deixamos alguns sinais e sintomas que diferenciam a dor de garganta que necessita de antibiótico (amigdalite bacteriana) da dor de garganta que não precisa (faringite vírica).

Sinais e sintomas da faringite vírica

Normalmente, a faringite vírica vem acompanhada de outros sinais de infeção das vias respiratórias:
  • Tosse;
  • Espirros;
  • Congestão nasal;
  • Conjuntivite;
  • Rouquidão;
  • Falta de força;
  • Dores pelo corpo.
Não é comum uma faringite vírica atacar apenas a garganta. O paciente habitualmente tem um quadro que sugere uma gripe ou constipação (resfriado). Outra dica é que na faringite vírica, apesar da garganta ficar muito inflamada, não costuma haver pus.
Alguns pacientes com alergia podem acabar por ter um quadro parecido com a faringite vírica:
  • Congestão nasal;
  • Espirros;
  • Dor de cabeça;
  • Mal estar geral.
A garganta pode ficar inflamada, mas nestes casos não existe febre e antecedentes de alergias estão normalmente presentes.
Se quiser saber mais sobre constipação (resfriado comum), clique aqui.

Sinais e sintomas da amigdalite bacteriana

Além de não apresentar os sintomas víricos típicos, como espirros e congestão nasal, costuma existir pontos de pus nas amígdalas.
A amigdalite bacteriana também pode causar inchaço da úvula e pontos hemorrágicos (chamados petéquias) no palato (céu da boca). A febre da infeção bacteriana costuma ser mais alta que na infeção vírica, mas isso não é uma regra, já que há casos de gripe com febre muito alta.
A presença de pus e gânglios aumentados no pescoço são a favor de uma amigdalite bacteriana, apesar de mesmo nestes casos, a infeção poder ser provocada por um vírus, como por exemplo, a mononucleose infeciosa, que mimetiza este quadro clínico.

Será que agora você consegue saber qual destes doentes precisa de antibiótico?

Se estiver com dor de garganta e precisar de um médico, lembre-se da PT Medical. Connosco a qualidade está garantida.