segunda-feira, 6 de abril de 2009

Coca-Cola causa obesidade, cáries, e tem alto conteúdo de cafeína.




Coca-Cola rectificará os seus anúncios na Austrália por "enganosos"
As autoridades consideram "inaceitável" assegurar que a bebida não pode causar obesidade ou produzir cáries

EFE – Sidney – 02/04/2009

A Comissão de Defesa do Consumidor da Austrália ordenou hoje à Coca-Cola, para rectificar os anúncios publicitários onde assegura que consumir o refresco não envolve nenhum risco para a saúde. O regulador considera "inaceitável" que a multinacional diga que esses riscos são só um "mito", segundo um comunicado oficial.

A Coca-Cola lançou no passado Outubro na Austrália uma campanha de anúncios em periódicos, onde afirma que é falso que a bebida cause obesidade e cáries, e nega que tenha um alto conteúdo em cafeína.

Essas mensagens "são totalmente inaceitáveis e dão a impressão enganosa de que tomar Coca-Cola jamais poderá contribuir a ganhar peso ou danificar a dentadura", indicou a Comissão de Defesa do Consumidor.

A multinacional aceitou rectificar os anúncios nos diários e colocar na sua página web uma série de quadros que comparam os níveis de cafeína dos seus refrescos com os do chá e do café, anunciou o regulador australiano.

EL PAÍS