terça-feira, 3 de março de 2009

Passar as noites em claro

Tentando dormir!
Por Agência EFE

Segundo a Organização Mundial de Saúde, 40% da população mundial sofrem de algum problema com o descanso noturno e perguntam "Doutor, por que passo as noites em claro?
O velho método para conciliar o sono, que costuma ser recomendado às crianças e que consiste em contar ovelhas imaginárias enquanto se olha para o teto até fechar os olhos do cansaço, pode soar poético e fraco, além de ser uma imagem muito utilizada em filmes e desenhos animados. Mas, para acabar com a insônia, são necessárias medidas mais consistentes. Desde falta de concentração, mau humor e ansiedade até nervosismo, sensação de ter areia nos olhos e um irresistível desejo de tirar uma soneca. Estes são os sintomas inequívocos de falta de sonho, um problema que aumenta o risco de sofrer acidentes, piora a qualidade de vida e é uma das causas mais comuns de falta ao trabalho.
O sono é uma das necessidades básicas do ser humano, e ocupa aproximadamente um terço de nossa vida. Mas, no último século, o tempo médio de sono foi reduzido em 20%, quase duas horas diárias, devido em parte a fatores relacionados com o estilo de vida moderno. Algumas pessoas se sentem enfraquecidas e são incapazes de desempenhar suas funções diárias por causa da falta de sono. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), este é um problema que afeta uma entre cada quatro pessoas no mundo em algum momento da vida.
A falta de sono crônica costuma ser devida a doenças físicas ou mentais, enquanto os transtornos passageiros são causados por problemas psicológicos de ansiedade, estresse e depressão.Embora a necessidade de sono varie de acordo com cada pessoa, considera-se que há insônia quando a eficiência do sono tanto em quantidade quanto em qualidade é inferior a 85%, o qual pode se manifestar como uma séria dificuldade para conciliar períodos adormecidos superiores a 30 minutos, despertares prematuros e interrupções freqüentes do sono.
O médico Ignacio Ferrando, diretor de Programas Médicos do grupo Sanitas, um dos principais planos de saúde da Europa, propõe medidas para contornar o problema:

Consulte seu médico Faça isso se passar várias noites em claro para diagnosticar as causas da insônia. O especialista buscará problemas subjacentes. Em algumas ocasiões, a insônia pode ser devida a causas físicas, como dores crônicas ou apnéia do sono: uma interrupção transitória da respiração, o que força a pessoa a despertar várias vezes durante a noite para voltar a respirar.
Obtenha um diagnóstico Os tratamentos podem ser muito variados: desde o mais simples, como colocar uma bola de tênis na parte de trás do pijama para impedir que a pessoa durma sobre as costas, até - no caso da apnéia – procurar um otorrinolaringologista para descartar outras razões físicas.

Mantenha uma alimentação equilibrada Na hora do almoço, coma alimentos ricos em proteínas, como peixe ou peito de frango. Lanche ou tome uma vitamina no meio da tarde, evitando a cafeína e o excesso de açúcar refinado a partir das 19h. No jantar, é melhor uma comida leve à base de carboidratos em vez de pratos "pesados".

Tente fazer exercícios moderados Se praticados nas primeiras horas da tarde, os exercícios proporcionam uma agradável sensação de cansaço, que predispõe o corpo e a mente para o descanso posterior.
Evite os cochilos ao longo do dia Estas "sonecas" podem diminuir a necessidade de dormir à noite.
Manter uma rotina quanto à hora de ir dormirTente ir deitar na mesma hora todas as noites e pôr o despertador para tocar na mesma hora de manhã.
Não consuma estimulantes antes de deitar Em lugar de bebidas que contenham cafeína como chá, café e cacau, prefira leite, um chá de valeriana, tília ou erva-cidreira, ou simplesmente um copo d'água. Fumar ou tomar uma taça antes de ir dormir também estimula o cérebro e o impede desligar.

Prepare-se para dormir Escutar música relaxante, ler um livro ou tomar um banho morno pode ser a melhor forma de desligar para conciliar o sono.
Nunca vá para a cama aborrecido Se você teve uma discussão de casal ou com um membro da família, é melhor tentar resolver antes de ir deitar.Por Ricardo Goncebat.
Visite-me também em: Universidade, Universe, Universal, X-Files