Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Teste mais sensível pode apontar ataques cardíacos


Quando alguém está com dores no peito ou outros sintomas do coração, não se trata sempre de uma parada cardíaca.
O eletrocardiograma, um dos testes principais para confirmar danos no coração, não é 100% certo. Quando isso ocorre, os médicos podem usar amostras de sangue para medir a quantidade da proteína troponina I. Se alguém tem altos níveis dela, há mais chance de ter sofrido um ataque cardíaco.
Agora, uma nova versão do teste pode ser ainda mais útil para apontar um ataque cardíaco com rapidez e certeza. Pesquisadores alemães que utilizaram esse novo teste conseguiram apontar um ataque do coração com quase 99% de certeza ao repetir o procedimento.
Entre os 1.818 pacientes do estudo, o teste mais sensitivo revelou-se melhor do que o tradicional, menos sensível à troponina I. “Esse teste parece detector formas mais sutis de danos no coração”, afirma o presidente da Associação Americana do Coração, Gordon Tomaselli.
Diagnósticos errados do coração acontecem frequentemente, e podem levar o paciente a realizar tratamentos desnecessários.
Troponina I: melhor do que outros marcadores
Ambos os testes, o mais sensível à proteína e o menos, mostraram-se melhores do que outros biomarcadores para confirmar ou não ataques cardíacos. Para um resultado ainda mais garantido, o teste foi repetido após três horas da entrada no hospital.
Tomaselli afirma que mais pesquisa é necessária para validar os achados. Versões muito sensitivas do teste talvez sejam tão sensíveis que deem o diagnóstico errado, já que concentrações baixas da proteína podem ser encontradas no sangue de quem não está tendo um ataque cardíaco.
Ele adiciona que, caso os resultados sejam válidos, testes super sensíveis da troponina I serão mais usados em situações de emergência.
“Esse teste ainda não superou o problema do diagnóstico, mas é muito efetivo em apontar ataques cardíacos com testes em série”, finaliza. [WebMD]
http://hypescience.com/teste-mais-sensivel-pode-apontar-ataques-cardiacos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29
Hypescience