terça-feira, 8 de setembro de 2009

O que são virus?


Editora responsável: Dra. Elisabete Almeida - drabetty@lincx.com.br

Os vírus não são nem animais, nem vegetais, nem bactérias, mas um reino estudado à parte. Chamados de parasitas intracelulares obrigatórios (só conseguem viver dentro das células do corpo), somente são vistos na microscopia eletrônica (com aumento de milhares de vezes).

Muitas viroses (doenças virais) atacam vegetais e animais. Em humanos, a maioria das viroses ocorre na infância e sua cura é espontânea.

Quais as principais doenças provocadas por vírus?

Além das viroses comuns da infância (como a catapora), gripes, resfriados, algumas diarréias, dengue, febre amarela, rubéola, poliomielite e AIDS são algumas das muitas doenças causadas por vírus.
Exames úteis para diagnosticar as doenças virais?
Os exames diagnósticos podem ser divididos em 3 grupos:
Detecção direta do vírus
Isolamento do vírus
Realização de sorologias, que identificam basicamente os anticorpos produzidos pelas células de defesa do corpo contra os vírus invasores. Este é o método mais utilizado atualmente.

Gripe
A gripe, e o resfriado comum, são as viroses mais conhecidas e comuns. A gripe produz sintomas como mal-estar, febre, dores musculares, além de tosse e secreção nasal. Geralmente o nosso corpo se defende bem contra o vírus da gripe.
Algumas vezes, há necessidade de identificar possíveis vírus novos, sendo, então, realizados exames diagnósticos laboratoriais como: “swabs” de secreção nasal e sorologia viral.

Hepatites virais
As hepatites virais são as mais comuns, sendo os tipos A, B e C, os mais conhecidos. Podem causar desde mal-estar generalizado, febre e fraqueza, até sintomas mais específicos como colúria (urina escura), icterícia (pele e olhos amarelados), além de fezes esbranquiçadas e coceira na pele.

Os melhores exames para detecção das hepatites virais são as sorologias, nas quais são identificados vários tipos de anticorpos, como Anti-HBc, HbsAg, HbeAg, Anti-Hbe IgM e IgG e Anti-HBs. Esses anticorpos constatam se a infecção é recente ou mais antiga, e qual o tipo e a gravidade da hepatite.

AIDS
O HIV ou vírus da imunodeficiência humana, ataca as células do sistema imunológico (de defesa do corpo), que nos protegem contra agentes estranhos (bactérias, outros vírus, etc.) que invadem o organismo. Devido à deficiência do sistema imunológico, os aidéticos, estão sujeitos a infecções por germes chamados oportunistas, que não causariam problemas a pessoas com saúde normal.

A transmissão do vírus se dá através do ato sexual e do contato com sangue e secreções contaminadas. Como, muitas vezes, as pessoas possuem o HIV mesmo sem estarem doentes, o teste para detecção desse vírus deve ser realizado em todos os indivíduos de risco.

O ELISA é o teste sorológico mais utilizado para a detecção do HIV. Se o resultado for positivo, deve ser realizado um novo teste para confirmação, o teste “Western blot”, mais específico, porém mais demorado de ser realizado do que o ELISA.

Herpes
O herpes é uma virose comum, que ataca geralmente a boca e os lábios das pessoas, causando bolhas e úlceras muito dolorosas. Pode, também, aparecer na região da genitália, causando queimação para urinar. Essa virose aparece e desaparece sozinha, dependendo de fatores como o sol, o estresse e o estado emocional do indivíduo.

Em algumas situações de dúvida, pode-se confirmar o diagnóstico da doença através de detecção sorológica (pode ser utilizado o teste ELISA).

HPV
O HPV ou papilomavírus humano ataca os orgãos sexuais, podendo causar verrugas tipo “crista de galo”, e ainda está ligado ao aparecimento do câncer de colo de útero na mulher.

A transmissão é sexual na maioria das vezes, e o preservativo não proteje totalmente contra esse vírus. A detecção é feita pelo exame médico e pelo exame de Papanicolaou, podendo, ainda, ser realizados outros exames mais específicos para detectar o tipo de vírus (alguns são mais cancerígenos que outros).

Rubéola
A rubéola é perigosa quando contraída por mulheres grávidas, pois o vírus pode provocar anomalias no embrião (catarata, surdez, mudez e doenças cardíacas, entre outras).

O diagnóstico pelos sintomas (igual a um estado gripal, às vezes com vermelhidão no peito, e conjuntivite) não é comum, sendo necessária a sorologia para a detecção de anticorpos da rubéola (IgM e IgG), através do teste ELISA.

Dengue
É transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Os principais sintomas são: febre alta durante 3 dias, dores no corpo e nos olhos, cansaço e falta de apetite, podendo haver, também, erupções na pele semelhante ao sarampo.

A dengue não tem tratamento específico. O doente deve ficar de repouso, ingerir muitos líquidos e tomar medicamentos para a dor e febre (que não contenham Ácido Acetil Salicílico, tipo AAS). É necessária a sorologia para a identificação do vírus e para a confirmação do diagnóstico.

Recomendações
Uma grande parte das viroses podem ser prevenidas pela vacinação, como a poliomielite (vacina Sabin), a rubéola, a gripe, algumas hepatites, a caxumba e o sarampo.
Mantenha a sua vacinação e a de sua família em dia!
O uso de preservativos previne contra as hepatites virais e principalmente contra a infecção pelo HIV, uma doença ainda sem cura.
O exame de Papanicolaou deve ser realizado pelo menos uma vez ao ano pelas mulheres na fase reprodutiva, e é fundamental para a prevenção do cäncer de colo do útero.

http://www.lincx.com.br/lincx/saude_a_z/outras_doencas/virus.asp