sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Misericórdias admitem devolver doentes aos hospitais


Algumas Misericórdias correm o risco de fechar, se o Governo não conseguir pagar o que deve, e os doentes assistidos nessas instituições podem ter de ser entregues aos hospitais públicos, avisou hoje o presidente da organização.
Há quatro ou cinco Misericórdias que já não estão a pagar salários e existem ainda registos de problemas de falta de alimentos porque as unidades não conseguem pagar aos fornecedores.
O presidente da União das Misericórdias Portuguesas (UMP), Manuel Lemos, quer ter uma previsão de quando haverá pagamento das dívidas do Estado, pelo menos aos casos mais urgentes.
Diário Digital / Lusa