terça-feira, 18 de outubro de 2011

Trimestres da Gravidez


A gravidez divide-se em três trimestres, cada um deles com as suas próprias características:
• O primeiro trimestre vai até ao final de 12ª semana
• O segundo trimestre começa na 13ª semana e vai até ao final da 26ª
• O terceiro trimestre cobre a semana 27 até o final da gravidez.
Vejamos ver o que as mudanças ocorrem em cada uma destas fases da gestação.

http://aminhagravidez.com

Primeiro trimestre (até às 12 semanas)
Durante este período, a mulher mal tem tempo de se preparar psicologicamente para a gravidez. É frequente saber que está grávida já com algumas semanas de gestação, uma vez que o útero ainda não sofreu qualquer alteração visível e a barriga ainda não está saliente; a mulher tem alguns sintomas de desconforto físico próprios desta fase, mas nem sempre consegue associá-los à gravidez.
Na maioria dos casos, a grávida sente-se cansada e pode notar um ligeiro formigueiro (que se pode tornar desconfortável ou até doloroso) e um aumento dos seios.
As náuseas são outro dos sintomas que ocorrem frequentemente, podendo manifestar-se a qualquer momento do dia, além dos conhecidos enjoos matinais. A causa dasnáuseas é o aumento dos níveis hormonais que se faz sentir nesta fase. No entanto, nem todas as mulheres grávidas se sentem nauseadas, pois cada organismo reage de forma diferente às alterações hormonais que ocorrem durante o primeiro trimestre. Para minimizar ao máximo as náuseas, deverá comer regularmente e tomar refeições ligeiras.
Neste período, a gestante também pode ver os seus gostos alterados, com tendência para apreciar sabores intensos, como o café e alimentos condimentados. Também não é raro, a mulher sentir-se enjoada com odores fortes, sendo que todos os sentidos ficam naturalmente mais apurados quando a mulher engravida.
Enquanto a mãe passa por mudanças, o primeiro trimestre é para o bebé, ainda embrião, uma fase de rápido crescimento e desenvolvimento. É neste período que o cérebro e o sistema nervoso se desenvolvem e, por isso, é recomendado que a mãe tome suplementos de ácido fólico, a fim de evitar que o bebé nasça com defeitos do tubo neural, como a espinha bífida.
O coração do bebé começa a bater por volta da quinta semana, seguido-se a formação do intestino, os brotos dos braços e pernas e os primórdios de olhos e ouvidos.
Às seis semanas, o embrião mede aproximadamente 20 mm. Às 12 semanas mede 100 milímetros, estando a maioria de seus órgãos já formados.
Embora muitas vezes relativizado, o primeiro trimestre é o período da gestação mais importante, pois é quando o bebé começa a desenvolver-se. É por isso que a mãe não deve tomar qualquer medicação que possa interferir com o desenvolvimento do bebé e o consumo de álcool deve ser evitado ao máximo.
Segundo trimestre (das 13 às 28 semanas)
Nesta fase a grávida sente-se menos nauseada, ao mesmo tempo que aumentam os seus níveis de energia, bem-estargeral e humor.
No entanto, a nível físico, é durante o segundo trimesmtre que as estriaspodem aparecer, a par do aumento da barriga e dos seios. Também é bastante comum surgir na barriga uma linha vertical pigmentada a partir o umbigo, que se desvanece mais tarde – frequentemente após o nascimento do bebé. A maioria das gestantes sofre também de azia, devido à pressão que é exercida sobre o estômago à medida que o bebé cresce.
Como os rins do bebé começam a trabalhar, há pequenas quantidades de urina a circular no líquido amniótico, que é constantemente limpo e substituído.
Os primeiros movimentos do bebé são sentidos pela grávida por volta das 20 semanas. É também no segundo trimestre que é possível identificar o sexo do bebé, sendo os órgãos sexuais visíveis na ecografia realizada nesta fase.
Também pelas 20 semanas, o bebé pode ouvir sons e, por isso, os pais podem estabelecer nesta fase um contacto mais próximo com o seu filho.

Terceiro trimestre (das 29 semanas até ao final da gravidez)
O terceiro trimestre é o que se torna mais cansativo fisicamente para a mãe, devido ao aumento do volume do bebé no útero. Às vezes torna-se muito difícil adormecer pela dificuldade em encontrar uma posição confortável – sendo a mais indicada sobre o lado do coração (esquerdo), com a perna esuqerda esticada e a direita ligeiramente dobrada, apoiada na cama.
Próximo das 36 semanas, o bebé dá a volta, ficando a cabeça virada para baixo, encaixada na pélvis. Esta mudança de posição do bebé origina uma pressão sobre a bexiga da grávida, aumentando, consequentemente, o número de vezes que esta sente necessidade de urinar.
O bebé continua a crescer ao longo o terceiro trimestre, nomeadamente o cabelo, as unhas e os dentes, sendo que os olhos também já abrem e fecham. São também criados neste último trimestre depósitos de gordura no bebé, preparando-o para o nascimento.
Os pulmões são os últimos a completar o seu ciclo de desenvolvimento. Embora o bebé faça movimentos respiratórios, os pulmões estão aptos para trabalhar sozinhos, fora do ventre da mãe, somente a partir da 38ª semana de gestação – quando a gravidez passa a ser considerada de termo.
É normal o nascimento do bebé dar-se pela 40ª semana, mas há casos em que a gravidez pode ir até às 42 semanas, altura em que o parto será induzido, caso não ocorra naturalmente.