sábado, 20 de junho de 2009

Conheça a Síndrome de Visão de Computador e veja como evitá-la



Segundo o diretor da Clínica Visão Laser e membro da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, Marcello Colombo Barboza, quem sente cansaço visual e apresenta olhos irritados e vermelhos, depois de um dia de trabalho ou de horas navegando na internet, pode estar com a Síndrome de Visão de Computador.

Para algumas pessoas, sem computador não dá mais para viver. O problema é que o excesso de horas passadas na frente do monitor deu origem à Síndrome de Visão de Computador, um mal que aflige entre 70% e 80% dos pacientes usuários de computador, que chegam ao consultório do especialista reclamando de cansaço na vista.

Não é à toa: o computador exige um esforço visual muito grande. Os principais sintomas da síndrome são cansaço visual, olhos irritados ou vermelhos, secos ou lacrimejantes, coceira, fadiga, sensibilidade à luz, sensação de peso das pálpebras ou da fronte e dificuldade em manter o foco da visão.

O monitor do equipamento é um dos principais causadores da síndrome. Ele é formado por vários pixels (pequenos pontos), que exigem que o usuário force o foco para enxergar as imagens, um esforço que leva à tensão do músculo do olho. Isso sem falar que, ao olhar fixamente para a tela, o usuário reduz o número de piscadelas, ocasionando olhos secos e doloridos. A sobrecarga ainda por cima incentiva dores na cabeça e no pescoço.

“Aqueles que passam mais de duas horas por dia no computador e que apresentam problemas de visão, como miopia, hipermetropia, entre outros, correm maior risco de desenvolver a síndrome”, revela o especialista, que também alerta os pais para o controle das horas em que as crianças passam na frente do equipamento.

Para o diagnóstico completo, procure um oftalmologista, que pode recomendar o uso de óculos ou de colírios para resolver o problema.

http://www.vidauniversitaria.com.br/blog/?p=11301