quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Companhias de cigarros na China são acusadas de tentar atrair mulheres e crianças


A população de homens adultos na China, aparentemente, não é grande o suficiente para as empresas do ramo tabagista do país. Com isso, eles precisam começar a direcionar sua propaganda para tornar mulheres e crianças em fumantes potenciais. Quem faz essa acusação são ativistas do Congresso Mundial do Câncer, que se reuniu no último mês na província de Shenzhen, no sudeste da China.

Segundo os acusadores, os fabricantes de cigarros estão ludibriando as leis de tabagismo, e vendendo para todos os públicos, com a seguinte artimanha: imprimem as advertências de saúde (do tipo “fumar causa câncer de pulmão” em Inglês, ao invés de chinês, e em letras pequenas.

A China, cuja população foi forçada a se viciar em Ópio no século XIX, durante a dominação britânica, agora se vê presa no vício do cigarro. Atualmente, há cerca de 700 milhões de homens na China (a população total ultrapassa 1 bilhão e 300), dos quais 53% fumam. Devido a esse índice, o país é campeão mundial do câncer: 2,82 milhões de novos casos só em 2008.

Mas a porcentagem de mulheres fumantes na China é bem menor (3%), e as empresas parecem dispostas a explorar este novo mercado. Como as meninas na China, nos últimos anos, estão ficando mais independentes e têm mais dinheiro para gastar, tornam-se potenciais consumidoras. Como na China qualquer índice se amplifica devido ao tamanho da população, a tendência deve arrastar milhões de dólares adicionais aos cofres dos produtores de cigarro. Às custas do pulmão alheio. [Reuters]

http://hypescience.com/companhias-de-cigarros-na-china-sao-acusadas-de-tentar-atrair-mulheres-e-criancas/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE