quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Sofreu um aborto? Tente engravidar novamente o mais rápido possível


Quando a mulher tem um aborto, uma das primeiras perguntas que costuma fazer é quanto tempo deve esperar antes de tentar engravidar novamente. Um novo estudo sugere que o quanto antes você tentar, melhor.

De acordo com a pesquisa, mulheres que engravidam dentro de seis meses após um aborto ao invés de esperar até um ano, reduzem o risco de outro aborto em um terço, e também aumentam as suas chances de uma gravidez saudável e bem sucedida.

Apesar de uma em cada cinco mulheres grávidas sofrer aborto, as recomendações para engravidar novamente mais tarde aparecem em todos os lugares. Muitos médicos pedem às mulheres para esperarem até depois de um ciclo menstrual normal, enquanto outros aconselham esperar até 18 meses. A Organização Mundial de Saúde recomenda esperar pelo menos seis meses.

Seis meses parece pouco para muita gente. As descobertas da pesquisa não significam que as mulheres devem correr para engravidar depois de perder uma gestação, mas sugerem que as que se sentirem prontas para tentar novamente logo após um aborto terão bons resultados.

Grande parte das recomendações de espera de seis meses ou mais provem de países em desenvolvimento, onde os cuidados médicos são menos confiáveis e onde as mulheres tendem a engravidar em idades mais precoces.

Em países como os Estados Unidos e o Reino Unido, em contrapartida, muitas mulheres demoram a engravidar por causa de sua carreira ou preocupações financeiras. E para uma mulher de 30 anos que sofreu um aborto espontâneo, dizem os investigadores, qualquer atraso na tentativa de concepção poderia diminuir ainda mais as chances de um bebê saudável.

No estudo, os pesquisadores analisaram os prontuários médicos de quase 31.000 mulheres em um hospital da Escócia, cuja primeira gestação terminou em aborto. Pouco mais de 40% delas engravidou novamente no prazo de seis meses, e 25% engravidaram novamente entre seis e doze meses.

As mulheres que engravidaram no prazo de seis meses tiveram 34% menos probabilidade de ter outro aborto e mais da metade do risco de experimentar uma gravidez ectópica, em que o embrião é atribuído fora do útero.

Elas também tiveram melhores resultados em geral. Eram cerca de 10% menos prováveis de ter que fazer cesariana ou ter um parto prematuro, e cerca de 15% menos prováveis de ter um bebê de baixo peso do que as mulheres que esperaram até um ano.

Este estudo não é a última palavra sobre o assunto, no entanto. Embora os investigadores tenham levado em conta o status sócio-econômico e idade das mulheres, é possível que outros fatores além do tempo entre as gestações foram responsáveis pelos resultados diferentes. Por exemplo, as mulheres que engravidam logo após um aborto podem estar mais motivadas e conscientes de sua saúde do que as mulheres que preferem esperar.

Os pesquisadores, entretanto, sublinham que a decisão sobre quando engravidar novamente após um aborto é, em última instância, pessoal, e depende do estado físico e emocional da mulher, sua situação familiar, e do que causou o aborto. Segundo os investigadores, simplesmente não tem como fazer uma declaração geral sobre o assunto. [CNN]

http://hypescience.com/sofreu-um-aborto-tente-engravidar-novamente-o-mais-rapido-possivel/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE