quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Meninos que assistem filmes pornôs acham assédio sexual aceitável


Uma pesquisa sobre pornografia confirmou o que muita gente já sabia: meninos expostos à pornografia em vídeos e fotos acham mais complicado manter um relacionamento do que ter “casos de uma noite só” quando ficam adultos.

Além disso, estudos anteriores mostraram que seis em cada dez meninos na Grã-Bretanha com menos de 16 anos tinham acesso à pornografia. A média de tempo que eles usavam para “analisar” o material era de 90 minutos por semana.

Educadores concordam que a pornografia não fornece informação suficiente para ser a única fonte de informações sobre sexo para um indivíduo. O sexo mostrado ali é diferente do real e, além disso, não mostra intimidade e amor. As mulheres retratadas são caricaturizadas e a descrição delas é hostil.

Obviamente, isso não quer dizer que quem assiste filmes pornôs vá estuprar alguém, mas a chance de que isso aconteça aumenta, já que a idéia que o menino tem de sexo e de mulheres fica comprometida.

Os pesquisadores, no entanto, dizem que a pornografia não deve ser proibida. Mas ela também não deve ser a única fonte de informação sobre sexo acessível aos meninos – uma educação sexual é importante para o desenvolvimento tanto psicológico quanto sexual dos adolescentes. [Telegraph]

Abaixo um vídeo divertido para quem tem a mente suja:

http://hypescience.com/27062-pornografia-videos-foto/

HYPESCIENCE