Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Como medir a beleza de um homem?


Quer saber se seu namorado é bonito? Observe a relação entre o comprimento entre seu indicador direito e seu anular direito.

Segundo um novo estudo, essa relação, denominada 2D:4D porque compara o comprimento do segundo dígito com o quarto dígito, é ligada a beleza facial. O que, dizem os pesquisadores, faz sentido uma vez que a relação é movida pelo hormônio sexual testosterona.

Os cientistas afirmam que a quantidade de hormônios sexuais a que o homem é exposto antes do nascimento contribui para a forma como seu rosto se desenvolve e o quão atraente se torna.

Essa quantidade de testosterona ao qual o feto é exposto é relevante especialmente no final do primeiro trimestre da gravidez, quando os testículos começam a se desenvolver. Quanto mais testosterona, maior a relação 2D:4D, e também mais espermatozóides de melhor qualidade o homem produz.

Isso é diferente de outras características sexuais masculinas, como a frequência da voz e o odor corporal, que são regulados pelos níveis de testosterona adultos. Segundo os pesquisadores, há muitas coisas que são reguladas pela testosterona durante a puberdade e na idade adulta, mas o objetivo deste estudo é verificar se o pico fetal afeta coisas como atração.

Quanto mais testosterona, mais cresce o anular direito (sim, apenas o direito). O dedo indicador é mais sensível aos níveis de estrogênio fetal. Se estes dois dedos são do mesmo comprimento (medido a partir do vinco inferior), o 2D:4D vale 1. Se o dedo anular for mais longo, a relação é inferior a 1. Assim, quanto maior o dedo anular do que o indicador, mais testosterona fetal o homem recebeu e, eventualmente, mais atraente seu rosto é.

Os experimentos necessários para provar definitivamente essa correlação (amostragem de testosterona no útero durante a gravidez ou tratar alguns fetos com testosterona e medir seus dedos) seriam antiéticos.

Ainda assim, muitos pesquisadores acreditam na conexão. Testes em ratos mostram que o aumento da testosterona provoca maiores relações 2D:4D, e algumas doenças humanas hormonais apresentam diferenças nessa relação.

Para ver como isso está relacionado à capacidade de atração, os pesquisadores selecionaram 49 estudantes universitárias para dizer a beleza de 49 estudantes universitários. Eles então compararam esses resultados com medições precisas das relações 2D:4D dos meninos, e confirmaram uma ligação entre atratividade facial e maiores relações 2D:4D.

Claro que os hormônios antes do nascimento não são a causa de tudo. Há outros fatores sobre as pessoas que as tornam atraentes, como o cheiro, a voz, o comportamento, e coisas que não são necessariamente pré-determinadas.

O estudo vai seguir para descobrir se isso funciona para as mulheres também, ou seja, se relações 2D:4D mais femininas (ou as relacionadas com as taxas mais elevadas de estrogênio durante o desenvolvimento fetal) se correlacionam com a atratividade de uma mulher. [LiveScience]

http://hypescience.com/como-medir-a-beleza-de-um-homem/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

Hypescience