Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

terça-feira, 3 de maio de 2011

Falta de vitamina D é ligada à má saúde dos vasos sanguíneos


Segundo uma nova pesquisa, a falta de vitamina D, mesmo em pessoas saudáveis, está relacionada a artérias rígidas e incapacidade de relaxar os vasos sanguíneos.

Os resultados reforçam a ligação da falta de vitamina D com saúde vascular prejudicada. A condição pode contribuir para a pressão arterial elevada e risco de doenças cardiovasculares.

554 participantes foram incluídos no estudo. A idade média era 47 anos, e eles estavam geralmente saudáveis. O nível médio de 25-hidroxivitamina D (um indicador funcional confiável do estoque desta vitamina no organismo) no sangue dos participantes foi de 31,8 nanogramas por mililitro.

14% dos participantes tinham níveis de 25-hidroxivitamina D considerados deficientes (ou menos de 20 nanogramas por mililitro), e 33% apresentaram níveis considerados insuficientes (ou menos de 30 nanogramas por mililitro).

Os pesquisadores monitoraram a capacidade dos vasos sanguíneos dos participantes relaxarem. Eles fizeram isso colocando e retirando uma pressão sanguínea em seus braços. Para permitir que o sangue refluísse de volta para o braço, os vasos sanguíneos deveriam relaxar e aumentar, uma mudança que pode ser medida por ultra-som.

Os pesquisadores também fizeram outras medições de pequenos vasos sanguíneos e analisaram a resistência ao fluxo sanguíneo imposta pelas artérias.

Mesmo levando em conta fatores como idade, peso e colesterol, as pessoas com menores níveis de vitamina D tinham artérias mais rígidas e função vascular prejudicada, comparadas a disfunção vascular de pacientes com diabetes ou hipertensão.

A maioria das pessoas obtém vitamina D por exposição à luz solar ou suplementos dietéticos. Alimentos como leite e cereais são uma fonte menor, já peixes oleosos contêm naturalmente quantidades substanciais de vitamina D.

Os participantes cujos níveis de vitamina D aumentaram ao longo de seis meses tenderam a melhorar suas medidas de saúde vascular e tiveram pressão arterial mais baixa. 42 participantes do estudo com insuficiência de vitamina D cujos níveis voltaram ao normal tiveram uma queda média na pressão arterial de 4,6 milímetros de mercúrio.

Em todo o corpo, camadas de células endoteliais alinham os vasos sanguíneos, controlando se eles se contraem ou relaxam, e ajudando a prevenir coágulos que levam a ataques cardíacos e enfartes.

Segundo os pesquisadores, a vitamina D poderia agir aqui de várias maneiras. Poderia reforçar as células endoteliais e os músculos que rodeiam os vasos sanguíneos. Também poderia reduzir o nível de angiotensina, um hormônio que impulsiona o aumento da pressão arterial, ou regula inflamação.

O estudo foi observacional, portanto algumas questões permanecem. Os pesquisadores não podem dizer exatamente como as pessoas que restauraram seus índices de vitamina D fizeram isso. O próximo passo é realizar um estudo onde os participantes tomarão um esquema definido de vitamina D. [ScienceDaily]

http://hypescience.com/falta-de-vitamina-d-e-ligada-a-ma-saude-dos-vasos-sanguineos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

Hypescience