quinta-feira, 5 de maio de 2011

Desmaios passam para Escola Secundária da Matola


A Escola Secundária da Matola viveu momentos de agitação na manhã de ontem. O facto foi originado por uma série de desmaios em adolescentes do sexo feminino. Durante o tempo que a nossa equipa de reportagem permaneceu no local, testemunhou o facto, que vitimou perto de uma dezena de jovens, porém, até ao fecho desta edição não eram conhecidas as reais causas daquele fenómeno.

macua.blogs.com

De uma maneira geral, as alunas caíam repentinamente, apresentando sinais de convulsões e, seguidamente, perdiam os sentidos.
Segundo relatos, existe, naquela escola, uma estudante que alegadamente sofre de problemas espirituais,que constantemente a levam a desmaiar. E, foi essa mesma aluna que, esta quarta-feira, teve o mesmo problema, tendo culminado com o desmaio em cadeia de outras colegas.
Confrontado com a situação, Henriques Quinto, director da Escola Secundária da Matola, coloca questões emocionais como causa dos desmaios e refuta a possibilidade de se tratar de uma réplica do que aconteceu no ano passado na Escola Secundária Quisse Mavota, em Maputo. Entretanto, sabe-se que a Escola Secundária da Matola, edificada há 40 anos, foi erguida numa área que em tempos foi um cemitério.
À semelhança dos desmaios registados na “Quisse Mavota”, na secundária da Matola, o fenómeno afectou apenas estudantes do sexo feminino. Recorde-se que no ano passado a Escola Secundária Quisse Mavota registou uma onda de desmaios de alunas. Na altura, ninguém sabia ao certo o que estava por detrás daquela situação. Segundo informações que circulavam na zona, a escola foi erguida num local onde outrora jaziam os restos mortais da família Mavota.
O PAÍS – 10.03.2011
Imagem: apodi.info