segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Como controlar seus sonhos?


Não tem controle sob sua vida? Tente sobre seus sonhos. Sim, isso é possível. Um “sonhador lúcido” é uma pessoa que está consciente de que está sonhando e é capaz de manipular a trama e os resultados do sonho, como em um videogame.

Segundo psicólogos, isso não é um evento raro, e acontece frequentemente com crianças. Acontecia também com Jared Loughner, rapaz alegadamente responsável pelo tiroteio em um supermercado em Tucson, Arizona, no último sábado. Ele atirou em uma deputada e outras pessoas do local, deixando mortos e feridos, antes de se matar.

Ele tinha um grande interesse no fenômeno. No vídeo chamado “My Final Thoughts: Jared Lee Loughner!” da plataforma YouTube, ele fala sobre o sonho consciente e reflete sobre uma indefinição entre a vida acordado e a realidade: “Jared Loughner está sonhando consciente (sic) neste momento / Assim, Jared Loughner está dormindo”.

Jared estava se referindo provavelmente ao sonho lúcido, evento que tem sido estudado cientificamente, e que se mostrou ser um fenômeno real.

Os especialistas dizem que, de fato, os seres humanos têm conhecimento sobre o sonho lúcido durante séculos. Os budistas tibetanos começaram a praticar “yoga dos sonhos” mais de 1.000 anos atrás, como um meio de alcançar uma forma mais pura de consciência através da consciência em sonhos.

Pesquisas sugerem que várias técnicas podem aumentar a frequência de sonhos lúcidos. Por exemplo, você pode se lembrar, antes de ir dormir, que você deseja estar ciente de que você está sonhando quando os sonhos acontecerem.

Também é possível fazer algumas verificações para ver se certificar de que você está acordado ou sonhando durante o sonho. Por exemplo, olhe para letras ou números. Espere um pouco e olhe-os novamente. Se eles mudarem ou parecerem estranhos, é mais provável que seja um sonho. Se isso não convencê-lo, visualize-se em um sonho e, em seguida, imagine-se numa atividade de sonho (nada vai acontecer se você estiver acordado).

Essa “verificação da realidade” desempenhou um papel importante no filme “A origem”, em que os sonhadores tiveram “totens” para ajudá-los a distinguir os dois estados, como um peão de metal que podia parar de girar só na vida real.

A parte do que acontece no filme ficcional, confundir sonhos com a realidade é realmente um sinal de doenças mentais como a esquizofrenia. Essa confusão não é tão pura ou clara como o que é retratado em “A origem”.

Segundo os especialistas, ter interesse no sonho lúcido é uma atividade totalmente inócua. Mas achar que os sonhos são mais vívidos do que a realidade, ou ter dificuldade em distinguir entre os sonhos e a realidade, é que são sinais de alerta para doença mental. Isso não significa que a pessoa é perigosa, mas sim que deve procurar ajuda.

Os especialistas dizem que se uma pessoa se tornar extremamente confusa devido à doença psicótica, pode se confundir entre sonho e vigília, certo e errado, e assim por diante. Existe a possibilidade, no entanto, que em combinação com doença mental e outros fatores, tais como hostilidade e uso de drogas, uma obsessão pelo sonho lúcido se torne prejudicial.

Imaginem alguém que desenvolva a crença de que o que ela faz no mundo dos sonhos, pode fazer no mundo real. Nas mãos de alguém que está mentalmente perturbado, isso pode se tornar extremamente perigoso.

Porém, esses casos são muito raros. A maioria das pessoas que pratica o sonho lúcido, e leva a sério, são saudáveis e sanas. Elas estão muito conscientes da necessidade de discriminar o que é e o que não é sonho, e, portanto, a atividade é completamente segura. [CNN]

http://hypescience.com/como-controlar-seus-sonhos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

Hypescience