segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

RINITES


Você pode ter Rinite quando:

• Tem vários espirros em sucessão,
especialmente pela manhã.

• Seu nariz escorre e fica obstruído.

• Ocorrem irritação e coceira no nariz,
nos olhos e no céu da boca.

• Seu olfato fica prejudicado.

• Você tiver dores de cabeça
juntamente com outros sintomas semelhantes a estes.

http://www.cirurgiaendocrina.com.br/rinites.html

Os sintomas de todas as rinites são muito semelhantes: geralmente
ocorrem obstrução nasal (nariz entupido), prurido (coceira no nariz), rinorréia (nariz escorrendo) e espirros. O indivíduo acredita estar sempre com resfriado, tem sensação de dor de cabeça (cefaléia) que aparece com as mudanças de temperatura e umidade e quando entra em contato com agentes alérgenos ou irritantes, como fumaça, produtos químicos ou perfumes.

O que é Rinite?
Rinite é uma inflamação das mucosas do nariz. Várias pessoas têm a doença, cuja incidência é de 4 em cada 10 pacientes, tanto adultos quanto crianças. As causas são várias: desde resfriados, produtos químicos, irritantes, até medicamentos e alergia. Seus sintomas são muito parecidos entre todos os tipos, levando as pessoas a pensar que rinite é um resfriado que não passa ou uma “sinusite” acompanhada de dor de cabeça crônica.

Quais os tipos mais freqüentes?
A rinite medicamentosa é muito freqüente, pois as pessoas usam
medicamentos no nariz sem orientação médica, ignorando os riscos
que estão correndo. Muitos medicamentos usados no nariz podem
causar rinite, ao invés de curá-la.

A rinite irritativa é comum nas grandes cidades, em locais muito
poluídos e com agentes irritantes na atmosfera. Os sintomas podem
acontecer em pessoas que trabalham sem usar máscaras em fábricas onde são manipulados materiais industriais ou em ambientes com muita poeira, ou que trabalham com tecidos. As crianças que estudam em locais poluídos, ou locais que estão em reforma, podem ter rinite irritativa.

A rinite vasomotora é também comum em ambientes poluídos, mas
pode acontecer em outras áreas. Quem tem rinite vasomotora pode
apresentar os sintomas quando fica nervoso ou quando está cansado ou com estresse.

A rinite alérgica é muito comum, especialmente em cidades grandes, cujo ambiente é poluído e onde a poeira doméstica é abundante, e em locais úmidos, com mofo.

Quais os tipos menos freqüentes?
A rinite da gestante, a rinite do idoso, a rinite gustativa e a rinite do
esportista são tipos bem especiais. São mais raras que as outras, mas não deixam de ser importantes. Existem mulheres que têm obstrução nasal somente durante a gravidez, sem nunca a terem apresentado antes de engravidar. Depois que a criança nasce, o problema termina.

Os idosos têm uma rinite especial, que os mantém com o nariz
escorrendo (rinorréia) constantemente, sem parar. Este mesmo sintoma aparece em algumas pessoas, de todas as idades, quando se alimentam, especialmente de comidas com temperos fortes e apimentados (rinite gustativa). Outras têm obstrução nasal quando praticam esporte, o que as atrapalha muito, obrigando-as a tratar a rinite para poderem prosseguir adequadamente com o esporte.

A rinite é contagiosa?
Excetuando-se as rinites infecciosas, virais ou bacterianas, as outras não são contagiosas. Não passam de pessoa para pessoa com o convívio social ou com o relacionamento íntimo. São doenças que aparecem em pessoas que usam medicamentos sem prescrição médica ou respiram ar poluído ou ar com irritantes, como nas fábricas (sem proteção).

Os pais podem transmitir a rinite alérgica para os filhos através dos genes (suas características familiares), o que determina, muitas vezes, sintomas semelhantes entre pais e filhos.

A rinite tem cura?
A maioria das rinites tem cura, principalmente a medicamentosa e a
irritativa. Todas têm tratamento. A rinite alérgica, a vasomotora, a do idoso, por exemplo, têm tratamento, mas não têm cura. É muito
importante que você saiba que, apesar disso, é possível viver sem
sintomas, como uma pessoa normal, bastando que essas afecções
sejam tratadas corretamente.

Quais as causas de piora?
Quanto mais se entrar em contato com as substâncias que causam
irritação, maiores serão os sintomas. Os agentes irritantes da atmosfera poluída são prejudiciais, assim como substâncias químicas e produtos de limpeza.
Fumaça de cigarros, inseticidas, tintas, combustíveis e até perfumes são nocivos.
No caso da rinite alérgica, os sintomas surgem quando a pessoa entra
em contato com os alérgenos (substâncias às quais é alérgica). A rinite do idoso piora quando ele se alimenta com comida condimentada, e a do esportista, quando pratica esporte. A rinite medicamentosa surge quando são usados medicamentos que fazem mal ao nariz.

Como diferenciar cada rinite?
Nos parágrafos anteriores, foram mostradas várias características de cada tipo de rinite. Desta maneira, já se pode diferenciá-las umas das outras, através das suas particularidades. Mas, para realmente saber que tipo de rinite é a sua, somente seu médico poderá orientá-lo corretamente.

Prevenção
A melhor maneira de tratar todas as rinites é a prevenção,
especialmente a rinite alérgica, com medidas para diminuir a presença de agentes alérgenos e irritantes no nariz e em sua casa. É preciso evitar sempre as substâncias que desencadeiam a crise de rinite, como os poluentes e as substâncias químicas.

Você precisa saber que o papel mais importante no tratamento da
rinite é o seu e que, às vezes, pequenas medidas trazem grandes
resultados.
Evite a poeira doméstica e os ácaros.
Evite agentes e substâncias irritantes.
Para evitar a poeira doméstica:

• Retire tudo o que pode juntar poeira em
sua casa.
• Tapetes, carpetes, cortinas grossas são
locais de alojamento de ácaros e poeira.
• Os pisos lisos são muito mais fáceis de limpar e não abrigam
ácaros.
• Tapetes finos e pequenos, que podem ser lavados, são mais
práticos e menos prejudiciais.
• Cortinas leves, que podem ser lavadas são as ideais.
• Passe sempre um pano úmido sobre os móveis e o chão, se
possível, diariamente.
• Deixe os ambientes sempre abertos para arejá-los e para que os
raios solares entrem o maior tempo possível.

O quarto é o local mais importante
• Você passa pelo menos 8 horas do dia em seu quarto dormindo.
Este é, portanto, o local mais importante de sua casa e também
um dos ambientes mais contaminados por ácaros.
• O colchão e os travesseiros devem ser forrados com material
antialérgico ou plástico para impedir a passagem de poeira.
Os melhores travesseiros para os alérgicos são os de poliéster.
• Use edredons, desde que não sejam de penas, em vez de
cobertores de lã e, se possível, lave-os a cada 10 dias.
• Coloque as roupas no armário; e as de lã, em sacos plásticos
fechados.
• Bichos de pelúcia armazenam muita poeira. Livre-se deles ou
deixe-os guardados longe das crianças e, se possível, lave-os a
cada 10 dias.
• Não permita nunca que animais de estimação entrem no quarto.
• Paredes úmidas e frias, com vazamento, devem ser identificadas
para que os reparos possam ser feitos. Lugares com mofo e
manchas de bolor devem ser limpos.

O local de trabalho merece atenção
Assim como no quarto de nossa casa, passamos várias horas em
nosso local de trabalho. Por isso, devemos dar especial atenção a
este ambiente também, tomando as seguintes providências:

• Use máscara, quando indicado
• Evite respirar gases
• Tome bastante água durante o serviço.
O ar condicionado seca o ambiente
• Evite a fumaça de cigarros
• Incensos e produtos para odorização de
ambientes devem ser evitados

Animais pioram as rinites?
Os animais de estimação têm importância significativa em nossa
vida cotidiana, principalmente para as crianças. Infelizmente, eles
podem causar alergia através da saliva, urina ou caspa dos pêlos.
Além disso, pêlos ou penas podem acumular ácaros.

Em conseqüência, especialmente os alérgicos devem evitar animais.
Se possuir algum animal de estimação, lave-o freqüentemente (uma
vez a cada 10 dias) ou prefira animais que não tenham pêlos ou
penas, como peixes e tartarugas.

Como evitar os agentes irritantes?
• Evite ambientes com pessoas fumando ou ambientes
enfumaçados. Se possível, ninguém na casa deve fumar.
• Evite contato com produtos com cheiro forte (tintas, querosene
etc.).
• Evite as substâncias que lhe façam mal.
• Use produtos de limpeza que não façam mal.
• Use perfumes que não causem alergia, ou não use perfumes.
Evite substâncias na forma de aerossol.
• Use máscara para fazer faxina ou deixe que alguém que não
tenha alergia faça-a por você.
• Não use produtos químicos ou combustíveis.

Conseqüências
Os pacientes com obstrução nasal crônica podem apresentar algumas conseqüências preocupantes, que devem ser diagnosticadas e tratadas corretamente.

• Dificuldade para dormir
• Roncos
• Alteração da voz (voz anasalada)
• Desalinhamento dos dentes
• Otites
• Sinusites

A importância do diagnóstico e tratamento, além de curar ou
controlar as rinites, é evitar suas conseqüências.