sábado, 20 de fevereiro de 2010

A neurologia na arte. Ao invés do vigor e grandeza do barroco, a pintura rococó transmitia sensação de tranqüilidade.


O quadro Mulher barbada, foi pintado por Ribera, em 1631, a pedido do duque de Alcalá, vice-rei de Nápoles. Ele representa Magdalena Ventura, uma mulher originária da região dos Abruzzes que, com a idade de 37 anos e após ter tido três filhos, foi acometida de virilismo.

Sebastião Gusmão. Eric Morato e Elizabeth Regina Comini Frota
http://www.sbhm.org.br/index.asp?p=noticias&codigo=94

Em 1631, se instala em Nápoles, e com a idade de 52 anos, dá a luz uma criança. Tomando conhecimento deste fato, a apresenta a Ribera para que este a pinte. Ao lado encontra-se seu esposo. Certos tumores do ovário ou das glândulas suprarenais podem determinar hisurtismo. O diagnóstico mais provável é de síndrome adrenogenital por tumor benigno das glândulas suprarenais ou adenoma da hipófise.

O trauma é a principal causa de lesão do sistema nervoso, sendo de se esperar sua representação na arte. A passagem bíblica que relata o ferimento do crânio de Golias por uma pedra lançada por Davi, seguido da decapitação do gigante, é representada por Caravaggio (1573 – 1610) e, poucas décadas depois, por Jacob van Oost (1600 – 1671), nas telas denominadas Davi com a cabeça de Golias. Bernardo Cavallini (1616-1656), na obra Expulsão de Iliodor do templo representa trauma craniano pela pata de um cavalo.

SÉCULO XVIII
O trabalho científico e as doutrinas elaborados no século anterior, foram desenvolvidas e organizadas no século 18. Foi o século das luzes e das teorias formais e sistemas na medicina. O rococó foi o estilo derivado do barroco que dominou a maior parte do século 18. Apresenta as características decorativas do barroco, mas ao invés do vigor e grandeza do barroco, a pintura rococó transmitia sensação de tranqüilidade. No final do século 18, este estilo foi substituído pelo neoclassicismo, com especial destaque na França. Os líderes da Revolução Francesa queriam fazer a França seguir o modelo da Roma clássica. Os artistas neoclássicos pintavam inspiradoras cenas da história romana a fim de despertar o patriotismo dos franceses.

A representação de síncope em quadros históricos é comum nos pintores do neoclassicismo do século 18. No quadro Virgilio lendo a Eneida para Augusto e Otávia, 1787, de Taillasson (1785 – 1809), um representante do neoclassicismo francês, enquanto Virgílio lia a Eneida para o imperador e sua irmã, Octávia aparentemente ficou emocionada com a referência ao seu filho morto, Marcus claudius Marcellus, e sofre uma síncope. No An election entertainment (1754), de Hogarth(1697 - 1764) observa-se, à direita da mesa redonda, o prefeito desmaiado. No A morte do Conde de Chatham, pintado em 1779 pelo neoclássico americano Joh Copley (1738 - 1815), mostra William Pitt, Conde de Chatham, pálido, com os olhos abertos e elevados. Apesar do título da pintura, o Conde não morreu imediatamente, quando desmaiou na House of Lords, mas um mês após. A pintura Más notícias (1804), de Marguerite Gerard (1761 - 1837), mostra a síncope de uma mãe após receber a notícia da morte do filho (Smith, 2005).

A gravura Agitations des convulsionaires, do pintor francês Bernard Picart (1673 – 1733), mostra vários casos de convulsões. Epidemias de convulsão, uma forma de histeria coletiva, era comum nos séculos XVII e XVIII.

Na gravura The Polling, do pintor inglês Hogarth (1697 - 1764), vê-se uma mulher com distúrbio do movimento, provavelmente coréia hereditária.

SÉCULO XIX
O romantismo, surgido no início do século 19, foi uma reação à ênfase neoclássica em quadros equilibrados e bem ordenados. A pintura romântica substituiu as cores límpidas e brilhantes e as composições harmoniosas do neoclassicismo por cenas de atividade violenta, dramatizada por pinceladas vigorosas, cores ricas e sombras profundas. Em meados do século 19, ocorre o declínio do neoclassicismo e do romantismo e o realismo surge na arte francesa. Na segunda metade deste século surge o impressionismo.

Serviço de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital da Clínicas - UFMG
Serviço de Neurocirurgia do Hospital Luxemburgo – Belo Horizonte
Endereço para correspondência:
Sebastião Gusmão. R. Padre Rolim, 921/21 30130090 Belo Horizonte
e-mail: gusmao@medicina.ufmg.br

Imagem: http://bibliodyssey.blogspot.com/search?q=Agitations+des+convulsionaires