quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Vivam os apagões do marxismo-leninismo!


Viva o marxismo-leninismo! Ontem, 23 de Fevereiro, dia da graça de Nosso Senhor, o Politburo escureceu-nos com mais um corte de energia eléctrica dos 19.08 às 02.44 horas.

Estão-me a dar cabo da vida. Não consigo fazer nada. Neste momento não sei o que fazer. Quero fugir daqui, já! Mas pensei melhor: vou aguentar até ao máximo que puder. Alguém tem que narrar os acontecimentos. É que me sinto como um correspondente de guerra numa sinistra frente de batalha. A miséria já me bate na porta com estrépito, já se anuncia, é uma coisa certa.

As crianças invadem massivamente os hospitais devido à onda de poeira das obras anárquicas do MPLA. Parece que querem ultrapassar a China em poluição, ou já lhe passaram à frente. O que é natural porque em desgraças não existe melhor que este MPLA. Estamos na Coreia do Norte ou quê!

Acho que sim! Os marxistas-leninistas são todos iguais. A palavra de ordem é: matar tudo à fome!
Esfomeados angolanos! As sepulturas do MPLA esperam-vos! E a hipocrisia da Igreja abençoa-os.

Este MPLA está a exterminar a população. E a trampa da oposição petrolífera devia fazer já uma manifestação, outra, outra e mais outra até o fazer espernear, ao maquiavélico, estalinista MPLA. Mas são todos a mesma porcaria. É por isso que o outro disse, o mais velho Hermes: «O que está em cima é igual ao que está em baixo.»

Receio que a Europa mais o seu aliado natural, os EUA, apoiem o plano de extermínio em curso da “negralhada” angolana. E como está na moda o extermínio de populações…

Não quero ouvir falar mais em MPLA!
MPLA o mata tudo! MPLA o partido dos tótós!
ESTE MPLA TRANSFORMOU-SE EM DEMONÍACO!

Imagem: FOLHA 8