terça-feira, 7 de setembro de 2010

Analgésico produzido pelo corpo humano é mais forte que morfina


Investigadores do Instituto Pasteur descobriram que a opiorfina, um analgésico produzido naturalmente pelo corpo humano, tem poderes mais fortes do que os da morfina no alívio da dor.

De acordo com um comunicado divulgado na página da internet daquele instituto francês, os investigadores mediram em animais os poderes analgésicos e anti-depressivos da opiorfina, uma molécula produzida na saliva humana.

Económico com Lusa

Após as experiências, concluíram que a opiorfina é tão poderosa como a morfina e tem muito menos efeitos secundários.

Os investigadores verificaram que a opiorfina não causa dependência (não é necessário aumentar as doses para obter o mesmo efeito analgésico) e não é aditiva (a dependência psicológica é muito reduzida).

Além disso, esta molécula tem a mesma eficácia que a imipramina, um anti-depressivo, mas sem os mesmos efeitos secundários. Não provoca qualquer reacção de hiper-excitação, não tem efeitos sedativos e não afecta a memória a longo prazo.

Os investigadores esperam agora conseguir criar, com base nesta molécula, um medicamento que possa tratar ao mesmo tempo a dor e a depressão.

Os resultados do estudo levado a cabo pelos investigadores foram publicados em Junho e Agosto deste ano no Jornal de Fisiologia e Farmacologia.