quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Doses diárias de vitamina B podem retardar o desenvolvimento de mal de Alzheimer


Após um estudo clínico de dois anos, pesquisadores afirmaram que doses diárias de vitamina B podem reduzir pela metade a taxa de encolhimento do cérebro em idosos com transtorno cognitivo leve (TCL), que pode ser um precursor da doença de Alzheimer.

Certas vitaminas B, como ácido fólico, vitamina B6 e vitamina B12, são conhecidas por controlar os níveis do aminoácido homocisteína no sangue. Altos níveis de homocisteína estão associados com um aumento do risco de mal de Alzheimer.

Cerca de uma em cada seis pessoas com 70 anos ou mais tem TCL e passam por problemas de memória, linguagem ou outras funções mentais, mas não em um grau que interfira sua vida diária. Mais ou menos metade das pessoas com TCL desenvolvem demência, principalmente a de Alzheimer, em cinco anos de diagnóstico.

A pesquisa acompanhou 168 voluntários com problemas de memória leve, sendo que metade deles tomou uma dose elevada de comprimidos de vitamina B durante os dois anos e a outra metade tomou placebo.

Os pesquisadores usaram ressonância magnética para medir a taxa de encolhimento do cérebro durante o período do estudo. Eles descobriram que, em média, os cérebros das pessoas que tomaram um comprimido que combinou ácido fólico e vitaminas B6 e B12 encolheram a uma taxa de 0,76% ao ano, enquanto os cérebros daqueles no grupo do placebo tiveram uma taxa de retração média de 1,08% ao ano.

Ou seja, aqueles com altos níveis de homocisteína foram mais beneficiados, sendo que as taxas de atrofia no tratamento foram a metade do que as das pessoas que tomaram o placebo.

Segundo os pesquisadores, a taxa de encolhimento do cérebro é mais rápida nas pessoas que tem TCL, e um dia elas vão desenvolver a doença de Alzheimer. É por isso que é possível que o tratamento com vitaminas possa retardar o desenvolvimento da doença.

Os pesquisadores disseram que a idade não pareceu se relacionar com a eficácia do tratamento. Já os níveis de homocisteína sim. Apenas pessoas com homocisteína elevada no estudo demonstraram algum benefício, enquanto pessoas com níveis mais baixos de homocisteína não tiveram benefícios. Então, as vitaminas do complexo B provavelmente não serão benéficas para todos, especialmente se você já tiver níveis saudáveis de homocisteína.

Os cientistas alertaram, no entanto, que por causa do número relativamente pequeno de participantes e do curto tempo de estudo é necessário mais pesquisa antes de tirar alguma conclusão. Não é recomendável que aqueles que estejam ficando um pouco mais velhos se preocupem com falhas de memória e se apressem a comprar suplementos de vitamina B sem consultar um médico. [CNN]

http://hypescience.com/doses-diarias-de-vitamina-b-podem-retardar-o-desenvolvimento-de-mal-de-alzheimer/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE