quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Comam Piripiri...


A Índia regista dez vezes menos casos de cancros do cólon, mama, próstata e pulmões do que o país que em todo o Mundo gasta mais dinheiro em medicamentos

Maputo (Canalmoz) - Hoje em dia, parece que tudo o que é bom faz mal, mas os amantes de comidas picantes, designadamente pratos típicos moçambicanos e a comida indiana, têm boas razões para alegrar-se.
Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh revelou que a capsaicina, o composto que torna as malaguetas picantes, combate activamente o cancro do pâncreas, levando as células cancerosas a autodestruírem-se.
Num estudo separado do Centro Oncológico M D. Anderson, da Universidade do Texas, descobriu-se que a curcumina, que se encontra no açafrão-das-índias e em muitos pós de caril, bloqueava uma via de passagem biológica necessária ao desenvolvimento dos melanomas e outros cancros. Já se sabia que a curcumina tinha propriedades anti-oxidantes e anti-inflamatórias.
Esta nova descoberta também pode ajudar a explicar porque é que a Índia regista dez vezes menos casos de cancros do cólon, mama, próstata e pulmões do que o país que em todo o Mundo gasta mais dinheiro em medicamentos: os Estados Unidos.
Em Moçambique o piri-piri é abundante e muito usado na sua rica culinária. O País exporta piri-piri.

(Redacção) 2010-09-22 06:48:00
Imagem: cooking-with-chillies.co.uk