sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Seguros de saúde: escolha a modalidade certa


Dependendo dos médicos a que pensa recorrer, da localidade onde reside e do dinheiro disponível, opte por um seguro de reembolso, de assistência ou misto.

http://www.deco.proteste.pt/seguros/seguros-de-saude-escolha-a-modalidade-certa-s491731.htm

Seguros de saúde há cada vez mais, mas poucos valem o que custam. O elevado número de exclusões, os limites de idade, os períodos de carência e a duração anual dos contratos retiram-lhes muita utilidade. Ainda assim, são uma alternativa ao Serviço Nacional de Saúde para consultas de especialidade e despesas de valor elevado, como internamentos e partos. Se está a pensar em contratar um, comece por escolher a modalidade que lhe convém.

Reembolso dá mais liberdade
Para poder escolher os médicos, hospitais e clínicas onde é assistido, opte por um seguro de reembolso. O mesmo é válido para quem mora longe dos grandes centros urbanos, onde o número de prestadores de serviços associados à rede de cuidados da seguradora é mais limitado. O consumidor paga tudo do seu bolso, mas pode reaver 80% a 90%, se apresentar à companhia os recibos ou facturas comprovativos do que gastou.

Esta modalidade tem, contudo, uma desvantagem: pode ser difícil adiantar o pagamento das despesas de montantes elevados, como nas cirurgias com internamento. Até porque o reembolso pode demorar 30 dias. Para contornar esta situação, pode pedir um termo de responsabilidade à seguradora. Neste documento, a entregar ao médico ou instituição de saúde onde vai ser assistido, a companhia compromete-se a pagar todos os encargos até ao limite de capital seguro. Actualmente, são já poucas as companhias que comercializam esta modalidade.

Assistência nas grandes cidades
Caso habite num grande centro urbano ou nas redondezas, opte por um seguro de assistência. Se recorrer aos profissionais e instituições da rede de cuidados médicos da companhia, esta paga a quase totalidade das despesas abrangidas pelo seguro, até ao limite de capital contratado. O segurado desembolsa uma pequena parte quando é assistido, geralmente um valor fixo: € 10 a € 15 em consultas, por exemplo.

Em contrapartida, fica limitado na escolha dos médicos e, se tiver de deslocar-se para outras zonas do País, pode não encontrar profissionais associados à companhia. Recorrer a serviços fora da rede não convém, pois a comparticipação é mínima: 30 a 35 por cento.

Misto é flexível
Os planos mistos são mais flexíveis: permitem optar pela rede de cuidados médicos da seguradora ou por serviços fora da rede. Cabe ao segurado decidir o que mais lhe convém em cada momento.

As comparticipações fora da rede são inferiores às dos seguros de reembolso: entre 60 a 70 por cento. Actualmente, a maioria das seguradoras tem seguros de saúde na modalidade mista.



16-04-2009 18:35

Seguros de Saúde
GA Angola lança seguros de saúde e médico


Luanda – A empresa GA Angola Seguros irá lançar no dia 29 do mês em curso, em Luanda, o seu novo seguro de saúde e seguro médico, refere um documento da instituições enviado hoje, quinta-feira, à Angop.

Segundo a nota, a opção Clássico dispõe de uma cobertura completa para internamento hospitalar, serviço de ambulatório, para gravidez e parto, assim como a evacuação/repatriamento, cobrindo o cliente em Angola, África do Sul e Namíbia.

Por sua vez, a opção VIP oferece cobertura completa para internamento hospitalar e serviço de ambulatório, como também evacuação/repatriamento, cobrindo o constituinte em todo o mundo, excluindo os EUA e o Canadá.

Os clientes, salienta a nota, podem ainda contar com cobertura para investigações a infertilidade, benefícios psiquiátricos e cobertura para condições crónicas (internamento hospitalar e serviços de ambulatório).

A GA Angola Seguros desenvolveu uma equipa profissional dedicada ao seguro de saúde com experiências desta indústria na África do Sul, Angola e Estados Unidos, bem como tem uma equipa de terapeutas e profissionais de saúde que irão ajudar a nível das reclamações médicas, supervisão de evacuação e tratamento médico, lê-se no documento.

http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/sociedade/Angola-lanca-seguros-saude-medico,93fcc5fa-1578-4557-ab81-cd5036cbe94b.html