quinta-feira, 28 de maio de 2009

Como cuidar dos seus olhos (fim)


Por Donald Patten, M.D. - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Cegueira noturna
Uma pessoa com cegueira noturna pode ver bem com boa luminosidade, porém não no crepúsculo ou com luz fraca. As causas da cegueira noturna incluem deficiência grave de vitamina A ou um distúrbio degenerativo hereditário da retina chamado de retinite pigmentosa. No caso de deficiência grave de vitamina A, o tratamento pode ser a administração de vitamina A. O atendimento médico é crucial para certificar-se que a cegueira noturna é realmente o problema e que as doses de vitamina são seguras.

Retinite
A inflamação da retina, ou retinite, pode ter várias causas, desde condições hereditárias até infecções, Diferentes formas têm muitos sintomas em comum:
Cegueira noturna, inflamação da retina, visão afunilada, perda do senso de movimento corporal.
Os tratamentos variam tanto quanto as causas. Qualquer pessoa que tenha um destes sintomas deve sempre consultar um profissional especialista em olhos.

Terçol
Embora tenha apenas o tamanho de uma pústula, um terçol pode ser extremamente incômodo e doloroso. Este edema inflamado ou infectado pode ser resultado de um folículo infectado (os canais por onde brotam os pêlos), ou pode ser devido a uma glândula bloqueada na pálpebra. Os terçóis estão às vezes, mas nem sempre, relacionados à blefarite.

Inicialmente, um terçol parece um objeto estranho dentro do olho. Vêm então as lágrimas, vermelhidão, edema e sensibilidade. O olho pode ficar sensível à luz e ao toque, e pode formar pus dentro da pústula que parece uma inchação e que pode estourar.

O terçol vai embora sozinho, embora você precise conviver com ele por uma semana ou mais. A aplicação de compressas úmidas mornas, várias vezes por dia, pode encorajar o terçol a estourar e então começar a sarar. Contudo, NÃO esprema um terçol. Você corre o risco de deixá-lo muito pior. Se o terçol não melhorar, procure seu médico. Pode ser necessário um ungüento antibiótico ou, raramente, a remoção cirúrgica.

Nossos olhos são aparatos extremamente complexos, ainda que delicados. Como são parte vital do modo como interagimos com o mundo, não merecem o melhor cuidado possível?

Publications International, Ltd.

Este artigo tem finalidade apenas informativa. ELE NÃO FORNECE ORIENTAÇÕES MÉDICAS. Tanto o editor do Consumer Guide ®, da Publications International, Ltd., quanto o autor e o divulgador não se responsabilizam por nenhuma possível conseqüência dos tratamentos, procedimentos, exercícios, modificações de dieta, ação ou aplicação de medicação que resultem da leitura ou utilização das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática da medicina e não substitui as orientações de seu médico ou outro profissional da saúde. Antes de iniciar qualquer tratamento, o leitor deve procurar o conselho do seu médico ou de outro profissional de saúde.

http://saude.hsw.uol.com.br/como-cuidar-dos-seus-olhos4.htm