domingo, 31 de maio de 2009

Medicina nos Anos Dois Mil (fim)


Por Manuel Luciano da Silva, Médico

Com respeito aos avanços da medicina molecular a sua importância vai ser muito grande na análise da composição dos vários tipos de vírus que causam cancro e também o oposto: a importância dos vírus no tratamento dos cancros.

Profetas religiosos e políticos
Eu não tenho medo nenhum do progresso da medicina no Século XXI. Tenho sim, receio dos políticos, dos governantes e dos lidadores religiosos.

Antevejo para o Século XXI guerras por causa da falta da água e guerras por falta de alimentos como já tem havido por causa do petróleo. Antevejo também outras calamidades devastadoras para a humanidade:

(1) O controle da natalidade humana e
(2) Do aquecimento da terra.

CONTROLE DA NATALIDADE
"Amai-vos e multiplicai-vos"

Em 1798, Thomas Robert Malthus, na Inglaterra, publicou uma monografia alertando a humanidade para o seu crescimento descontrolado, isto é, em progressão geométrica, correndo o risco da terra não ter comida e água suficientes para poder alimentar todos os seres humanos no futuro.

Controlai-vos bichos humanos!
Gregory Pincus, biologista americano, procurando uma pastilha para as mulheres infertéis engravidarem, veio a encontrar uma pastilha com propriedades completamente opostas, isto é, capaz de evitar a gravidez. E assim em 1950 a hormona com o nome de Enovid começou a ser usada como pastilha para se controlar a natalidade humana.

O crescimento geométrico imparável da população humana vai ser devastador. Agora a terra já tem mais de seis biliões de seres humanos! Daqui a 50 anos a população humana vai ultrapassar os DEZ BILLIÕES de seres humanos! Vamos ser mais do que ratos. Só os insectos terão maior número! Mas a medicina já descobriu métodos de controlo de natalidade. Só falta os governos e os lidadores religiosos recomendá-las. O Vaticano, o país mais pequeno do mundo, com apenas mil habitantes, com zero de natalidade, desaprova os métodos de higiene sexual e de controlo de natalidade. Esta atitude faz-me lembrar que a Igreja Católica levou mais de quatrocentos anos para aceitar a verdade científica de que a terra anda à volta do Sol, como foi proposto por Copérnico (polaco) em 1533 e Galileu (italiano) em 1604. Não é difícil relembramos a Inquisição, destruidora de milhares de pessoas e famílias, por imposição do Papado que levou séculos a abolir. Eu não compreendo porque os lidadores religiosos aprovam e recomendam um crescimento desastrado dos seres humanos, condenados a viver na miséria e morrerem de fome, só para poderem ir direitinhos ao céu! Hipócrates! Vem outra vez á terra, porque precisamos dos teus ensinamentos em separar a medicina da religião e vice-versa!

AQUECIMENTO DA TERRA
Foi em 1940 que o cientista Rupert Wildt (americano), primeiro concebeu a Teoria da Estufa no planeta Venus calculando que a sua atmosfera fosse muito rica em anidrido carbónico. O anidrido carbónico forma como que uma "carapaça de vidro àvolta do planeta" de tal maneira que o calor acumula-se como se fosse dentro duma estufa elevando muito a temperatura do meio ambiente

A Teoria da Estufa foi confirmada em 1962, quando o explorador espacial Mariner 2 passou perto de Venus e confirmou que a sua temperatura era de 800 graus Fahrenheit! Em 1970 o cosmógrafo Carl Sagan alertou-nos para a mesma possibilidade da Teoria de Estufa acontecer na terra devido à acumulação do anidrido carbónico e da poluição. Nos últimos 25 anos as observações meteorológicas indicam que a terra está a aquecer e portanto corremos o risco das carapaças de gelo que existem nos dois pólos da terra derreterem. E se isso acontecer quais serão as consequências? O nível de todos os mares vai subir 150 pés resultando dai a destruição das maiores cidades do mundo! Quer dizer com a população da terra com dez biliões e com a subida do nível do mar 150 pés, o que é que estão a fazer os "profetas" os "sábios", os lidadores políticos e religiosos para evitar a destruição da humanidade?

Responsabilidade do médico e do paciente
Com todos estes avanços da ciência médica e tecnológica, antevejo um maior afastamento entre o médico e doente. Cada vez mais os diagnósticos estão a depender das máquinas e dos exames laboratoriais. A tecnologia médica tem desumanizado a prática da medicina! Vai chegar o tempo em que o estetoscópio vai ser apenas um símbolo da medicina, dependurado ao pescoço dos clínicos. A meu ver isso não vai ser boa medicina. Será medicina para robotes. A medicina é uma ciência e uma arte. Quando for só ciência então passará a ser uma profissão manca, coxa, sem carinho humano, de pessoa para pessoa e passará a ser inferior à veterinária que trata com mais respeito os animais irracionais!

Sob o ponto de vista de saúde pessoal cada indivíduo tem que assumir a sua responsabilidade individual. Cabe a cada um de nós controlar os nossos factores de risco, como o fumar, o beber e comer em demasia. O "Pai da Medicina", Hipócrates disse: "Nós cavamos a sepultura com os dentes" E disse ainda mais: "Pan Metro Arestone" – Tudo com moderação, no meio é que está a virtude física e mental! "In Medio Virtus"!

A todos vós um Ano Novo Feliz. Matematicamente o Milénio só começa no Primeiro de Janeiro de 2001.

Para ver este artigo com ilustrações coloridas, em qualquer parte do mundo, basta ligar para a minha página na Internet

http://www.dightonrock.com/medicna_nos_anos_dois_mil.htm

Imagem: Primeira operação com o éter: Dr. Morton e Dr. Warren