Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

sábado, 9 de junho de 2012

Angola. Médico estrangeiro flagrado a cobrar dinheiro em paciente no hospital público



Lubango - Um médico de nacionalidade cubana foi flagrado esta quinta feira  a cobrar dinheiro do familiar de uma paciente que sofrera uma cirurgia na maternidade “ Irene Neto” do Lubango.

Fonte: Club-k.net
O referido médico que não foi identificado, foi detido pela polícia, acto testemunhado pelos elementos afectos à Inspecção Provincial da Saúde, num momento em colocava o envelope que continha a respectiva quantia monetária em USD equivalente a cinquenta mil Kwanzas.
Segundo alguns pacientes  contactados por nós  esta tem sido uma prática constante que acontece  inúmeras vezes naquela unidade hospitalar, protagonizado sobretudo por médicos expatriados, faltando coragem por parte dos  seus utentes  para denunciar tais actos por temerem represálias.
A menos de dois meses uma Paciente perdeu a vida por ausência de diurese, devido a rejeição   de uma médica Russa colocada no Hospital Dr. António Agostinho Neto em prestar assistência, cujo apoio lhe foi  solicitado   pelos médicos congéneres do Hospital Materno Infantil por ser especialista da área , alegando que estava impossibilitada em prestar tal assistência  por se encontrar de Banco, quando realmente o referido Banco encontrava-se às moscas numa altura em que  a médica  tomava café num bar adjacente  ao seu local de trabalho.
Entretanto  num esforço pessoal do Director Provincial da Saúde com a colaboração das direcções dos Hospitais estes casos tem estado a  diminuir, porquanto tem estado a reunir com os trabalhadores  das  diferentes unidades Hospitalares sedeadas nesta cidade por forma a humanizar o atendimento nos Hospitais Públicos,  apelando para que se denuncie actos do  género, chegando mesmo a  colocar a disposição o número do  seu telemóvel para eventuais  denúncias.