Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Ministério da Saúde proíbe uso do "fármaco chinês" Ciprofloxacin


Luanda – O Ministério da Saúde, através da sua inspecção geral, tornou – nesta sexta-feira, 21 – público a proibição do uso do fármaco Ciprofloxacin injectável 200mg/100 ml, a circular no mercado, por apresentar variações das suas características. No comunicado da Inspecção Geral de Saúde, lê-se que as variações das suas características “organolépticas” são consubstanciadas na mudança de coloração transparente para amarela.

Fonte: Angop Club-k.net
“O referido fármaco é originário da China, tendo como fabricante Jiangsu Kangao Pharmaceutical.co.Ltd.lote:120101;data de fabrico:01/2012 e data de caducidade:01/2015”, lê-se. Assim sendo, com vista a preservação da saúde, a Inspecção Geral da Saúde informa a população em geral que, até instrução em contrário, é expressamente proibido o uso deste medicamento.

Ainda no âmbito das suas atribuições, a Inspecção Geral da Saúde deu ainda a conhecer que detectou a circulação no mercado do insecticida de marca Spritex falsificado que, apesar da sua similar aparência externa com o original, apresenta certas características que o diferenciam.

“O insecticida falsificado apresenta parte inferior da embalagem num tom esverdeado mais claro, logótipo diverso do fabricante, ausência de dispositivo de protecção na tampa e, em alguns casos, ausência dos símbolos de perigo”, enumera-se no informe.

Indica ainda que o insecticida original Spritex apenas se encontra disponível no formato Spray, ao passo que o falsificado, além do Spray também aparece com o formato “dragão”. Constituindo-se igualmente num eminente perigo para a saúde pública, a Inspecção Geral da Saúde alerta a população no sentido de não fazer uso do referido insecticida falsificado.