terça-feira, 2 de setembro de 2014

Sobe para 31 o número de mortes por ebola na República Democrática do Congo





Além disso, 185 pessoas permanecem em observação após terem mantido contato com doentes
O número de mortes pelo vírus ebola na RDC (República Democrática do Congo) chegou a 31, de 51 casos registrados, informou nesta terça-feira (2) o ministro congolês da Saúde, Félix Kabange. As vítimas deste surto se concentram exclusivamente na Província de Equador, no noroeste do país.

http://noticias.r7.com/saude

Em coletiva, o ministro congolês confirmou que "atualmente, temos 31 mortes confirmadas". Ele também indicou 51 possíveis casos de contágio, enquanto 185 pessoas permanecem em observação após terem mantido contato com doentes.
— Devemos manter todos sob vigilância, já que a doença pode demorar 21 dias para se manifestar.
O ministro da Saúde assegurou que a epidemia segue restrita ao departamento de Djera, na Província de Equador. O surto de ebola na RDC, sem "vínculo direto" com a epidemia que castiga a África Ocidental, foi controlado graças às medidas de contingência iniciadas pelo governo do país, acostumado a lidar com a doença.
Segundo as pesquisas, a origem deste surto é uma mulher grávida que limpou e cozinhou um animal selvagem caçado pelo seu marido na floresta e que, aparentemente, estava infectado pelo vírus do ebola. Este é o sétimo surto de ebola registrado na RDC desde que o vírus foi descoberto em 1976, precisamente neste país, nas proximidades do rio Ebola. No entanto, esta é a primeira vez que o vírus aparece na África Ocidental, sendo o surto mais mortal da história com pelo menos 1.552 mortes registradas, segundo os últimos dados oferecidos pela OMS. 

http://noticias.r7.com/saude/sobe-para-31-o-numero-de-mortes-por-ebola-na-republica-democratica-do-congo-02092014
Imagem: Ebola já matou 1.550 pessoas na África Ocidental Reprodução/Rede Record