sábado, 21 de julho de 2012

Crianças pensam no outro sexo como se fosse outra espécie




Crianças pensam no outro sexo da mesma forma que pensam sobre espécies de animais – por exemplo, elas acreditam que meninos gostam de futebol e meninas preferem bonecas da mesma forma que gatos e cachorros são diferentes.
Este é o resultado de um novo estudo de pesquisadores da Universidade Luterana do Pacífico (PLU) e da Universidade de Michigan, nos EUA, que aparece na edição de Março/Abril de 2009 da revista científica Child Development.
“Esses resultados mostram como as crianças pensam em como suas atividades são culturalmente associadas com o outro gênero. Por exemplo, meninos imaginam como as meninas pensam nas aulas de Matemática ou Ciências”, explica Marianne Taylor, professora assistente de psicologia na PLU, que liderou o estudo.
Os pesquisadores entrevistaram mais de 450 estadunidenses de diversas etnias e condições sociais, entre 5 e 17 anos. Os resultados do estudo confirmaram o pensamento de que adultos e crianças pensam que diferentes espécies têm diferenças biológicas profundas. Mas o estudo mostra que até os 10 anos, as crianças tratam diferenças de gênero como se fossem diferenças de espécie. [Scientific Blogging]