Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Emprego do papai pode levar a deficiências no bebê


Um novo estudo da Universidade da Carolina do Norte (EUA) concluiu que certos empregos do pai podem ter um efeito sobre defeitos congênitos em seus filhos.
Os pesquisadores entrevistaram cerca de 1.000 pais que tiveram uma criança com um ou mais defeitos e 4.000 pais que tiveram uma criança sem defeitos entre 1997 e 2002. As informações obtidas diziam quais anormalidades tinha a criança, incluindo se o bebê nasceu morto, se for abortado por razões médicas e se nasceu com defeitos, além do trabalho do pai três meses antes da concepção e após o primeiro mês de gravidez, que é considerado o período onde o esperma tem maior probabilidade de transmitir defeitos.
A maioria dos pais tinha apenas um emprego durante esse período de tempo, com a maioria sendo na área de gestão/administração, vendas e construção.
Um terço dos trabalhos não parecia estar associado ao aumento de defeitos congênitos. Entre os empregos que não pareciam causar defeitos, estão:
  • Arquitetos;
  • Designers;
  • Profissionais de saúde;
  • Bombeiros;
  • Trabalhadores de fundição e vidreiros.
Já alguns outros empregos pareciam ter um relacionamento mais forte com algum defeito de nascença. Os empregos com maior probabilidade de mais tarde dar a pessoa um filho com defeito eram:
  • Matemáticos;
  • Físicos;
  • Cientistas da computação;
  • Paisagistas;
  • Responsáveis por campo (como as pessoas que cuidam de um gramado de campo de futebol);
  • Cabeleireiros;
  • Maquiadores;
  • Fotógrafos;
  • Artistas;
  • Operadores de guindastes e escavadoras.
Mais especificamente, artistas eram mais propensos a ter filhos com defeitos no coração, boca, olhos, orelhas, intestino e membros. Fotógrafos e processadores de fotos tinham mais crianças com catarata, glaucoma e outros defeitos no olho. Motoristas tinham mais filhos com ausência ou insuficiência de tecido ocular ou glaucoma, enquanto paisagistas e responsáveis por campos tinham filhos com maior prevalência de alterações intestinais.
Preciso trocar de emprego?
Apesar de haver uma relação entre certos empregos e defeitos congênitos, os pesquisadores garantem que ela não é tão preocupante, pois eles ainda são muito raros. Por exemplo, o glaucoma congênito afeta apenas uma em cada 10.000 crianças. Ou seja: os homens não devem mudar de emprego, mas sim tomar mais precauções no local de trabalho para evitar os riscos.
E a mãe?
Um outro estudo também descobriu uma relação, embora não conclusiva, entre a exposição materna a solventes orgânicos e defeitos cardíacos congênitos nos seus filhos.
5.000 mulheres expostas a solventes em seu local de trabalho no início da gravidez durante 1997 e 2002 participaram do estudo. 4% das mulheres cujos bebês não tinham defeitos e 5% das mulheres cujos bebês tinham defeitos foram expostas a solventes orgânicos no início da gravidez.
Embora a exposição a solventes possa aumentar o risco de ter um filho com defeito cardíaco em 60 a 70%, a pesquisadora Suzanne Gilboa diz que o risco absoluto é muito baixo: em média um a cada 1.000 nascimentos. “Não estamos prontos para dizer que solventes causam defeitos cardíacos, mas parece haver uma ligação”, disse.
Já uma pesquisa, por outro lado, descobriu que mulheres correm um menor risco de ter bebês com defeitos congênitos se seguirem uma dieta rica em frutas, verduras e grãos integrais durante seus anos férteis.
Mulheres que seguiam dietas saudáveis de estilo mediterrânico no ano antes da gravidez eram até duas vezes menos propensas do que as que comiam dietas ricas em carne, gordura e açúcar a ter um bebê com anencefalia, um defeito do tubo neural que bloqueia o desenvolvimento do cérebro e tende a resultar em aborto espontâneo.[CBSNews, DailyMail]