domingo, 25 de outubro de 2009

Saúde dos Pés à Cabeça – Calosidades



Calo da Borda Externa do Quinto Dedo ou Calo Duro
É dos calos mais frequentemente mais observados nos pés e é a consequência do posicionamento em garra do quinto dedo; conhecido como calo duro devido às particularidades físicas que apresenta.

http://www.saudedospesacabeca.com/calosidades.html

Calo dos Joanetes
Resultado da pressão sobre a cabeça do primeiro metatarsiano; origina o desvio lateral do pé.

Calo dos Dedos em Garra ou Martelo
Surgem na face dorsal das articulações interfalangeanas - entre dedos.
Calo Interdigital ou Calo Mole
Originado pela contínua actividade de uma articulação interfalangeana ou metatarso-falangeana contra as suas anexas ou adjacentes; apresenta-se como um núcleo escuro envolvido por uma auréola de coloração violácia; o ambiente húmido, comum na região interdigital mantém a lesão com aspecto mole e favorece a ulceração; por tal motivo motivo é denominado, calo mole. Incide com mais frequentemente no quarto espaço inter-digital.

Calo Sub-Ungueal ou Peri-Ungueal
Surge em consequência de pressões aplicadas nas estruturas que envolvem a unha ou na própria unha.
Calo do Sesamoide
Surge na região plantar devido principalmente ao sesamoide tibial do halux; é um dos calos mais dolorosos.
Os calos - formas e causas


No pé, logo abaixo do dedão, é o calo típico de quem tem joanete. Essa parte da pele do pé fica grossa e precisa ser constantemente lixada, o que não se recomenda quando a calosidade é dolorosa. A solução é cirúrgica.

O calo no quinto dedo do pé é resultado, muitas vezes, do joanete naquele dedinho.
A calosidade pode se formar logo abaixo do dedinho, sobre ele ou na lateral, onde a pele fica mais em contato com o calçado.

O aumento da base da falange do dedo pode gerar pressão exagerada da pele com o osso, causando calo entre um dedo e outro. O problema pode ser resolvido com cirurgia cortando o osso protuberante.

Sapato apertado pode causar deformidade nos dedos (dedos em garras), comuns em mulheres que usam sapato de salto alto e bico fino (o pé escorrega para a frente e pressiona os dedos). É quando se formam calos nas articulações sobre os dedos e até na planta do pé.


Algumas dicas

· Uma prática benéfica é a limpeza (com esponja), no interior dos calçados, com álcool ou desinfetante tipo pinho diluído em água.
· Deixar o sapato arejar durante 24 horas.
· Para os pés ficarem macios, preparar uma solução com meio copo de vinagre diluído em um litro de água e manter os pés mergulhados, massagear em seguida com óleo de amêndoas e hidratantes.
· Em piscinas ou praias ande sempre de chinelos.
· As clínicas de medicina estética oferecem tratamentos de hidratação dos pés (com substâncias específicas para os pés) associados a massagens relaxantes.