Por favor salvem esta menina. Apelo de Viana. Angola. Filha de 5 anos de idade que acerca de 2 anos está doente com Neoplasia Vesical (um tumor maligno na zona genital). O pouco que cada um pode dar já é muito para quem precisa, não precisamos ter muito para ajudar. Se cada um de nós depositar um pouco podemos ajudar a salvar a vida dessa menina. Quem puder ajudar pode depositar na conta: 000005001760033 ou IBAN A006.0034.0000.0500.1760.0334.1 de Lidia Manuel no banco Millenium

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Homens devem fazer autoexame dos testículos?


Muito se fala sobre a importância do autoexame das mamas para mulheres (embora há controvérsias). Quando o assunto é a saúde masculina, porém, a ideia de autoexame normalmente passa longe. Para o professor de pediatria Howard Bennett, da Escola de Medicina da Universidade George Washington (EUA), não fazer esse tipo de exame pode comprometer o tratamento de doenças como câncer nos testículos e hérnia inguinal.
Em artigo recente para o site da CNN, ele relata o caso de um paciente jovem que passou quatro meses com um inchaço na virilha (mais tarde diagnosticado como hérnia inguinal) e não relatou o caso ao médico, que só descobriu a doença na última consulta. Questionado sobre por que não havia procurado ajuda, ele simplesmente respondeu “não sei”.
“Ele não estava sendo evasivo”, avalia Bennett. “Ele não reportou o inchaço porque esperava que o problema iria embora. Isso é um exemplo de negação, algo que todo mundo tende a fazer”.
O paciente foi encaminhado para um cirurgião, que resolveu o problema sem complicações. Contudo, Bennett faz um alerta: “Se outra doença, como câncer testicular, tivesse causado o inchaço, não contar a ninguém por meses poderia ter trazido um resultado diferente”.
Outra situação que pode complicar a vida dos homens é a torção testicular – que ocorre quando os testículos são movimentados a ponto de torcer os vasos que levam sangue até eles, causando dor intensa e inchaço. Se não for tratada com urgência, a condição pode causar infertilidade e, em casos extremos, fazer com que os testículos tenham de ser removidos. Saber sobre a existência da torção pode ajudar a agir rapidamente quando há dor súbita e forte no local.
Bennett também menciona o câncer no testículo, que, embora raro (5,4 casos para cada 100 mil homens), é o tipo mais comum entre homens com idades entre 15 a 39 anos. “Como a incidência é baixa, há discordância entre profissionais da área médica em relação ao exame mensal”, explica.
Embora não haja evidências concretas quanto a sua eficácia para detectar câncer no testículo, Bennett recomenda a seus pacientes a realização de um autoexame mensal para detectar essa e outras doenças.
Eis as instruções:
  • Faça de preferência durante o banho;
  • Examine um testículo de cada vez;
  • Aplicando uma leve pressão com os dedos, procure por pequenos inchaços, áreas enrijecidas ou qualquer outra alteração no formato do testículo.[CNN]
·         Hypescience