quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Trabalhar à noite aumenta risco de infarto


Se você trabalha em “turnos alternativos” (à noite, com horário variado ou alternando entre diurno e noturno), é bom ficar de olho: estudo recente mostrou que as pessoas que seguem esse ritmo de trabalho apresentam maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares.
Essa ligação era considerada controversa. Assim, para investigar sua validade, uma equipe de pesquisadores de vários países analisou 34 estudos sobre o tema, que somavam mais de 2 milhões de participantes.
Entre os trabalhadores entrevistados, aqueles que trabalhavam em turnos alternativos (em comparação com os trabalhadores “diurnos”) apresentavam maiores riscos de ter problemas cardiovasculares, como ataque cardíaco (23%), eventos coronários (24%) e derrame (5%). Esses dados mantiveram a consistência levando em conta o nível de instrução, o status socioeconômico e o comportamento dos trabalhadores em relação à própria saúde.
Embora haja poucos dados estatísticos sobre o número de pessoas que trabalham à noite no Brasil, é de senso comum que profissionais de diversas áreas (em especial saúde, transporte e segurança privada) costumam atuar em horários alternativos, o que pode ser motivo de preocupação.[Science Daily] [British Medical Journal]