sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mito: é verdade que os mosquitos gostam mais do sangue de mulheres do que de homens?


O mito que corre por aí é que, por causa do estrogênio, o hormônio sexual feminino, as mulheres seriam “mais doces” (literalmente) para os pernilongos esfomeados de plantão. Mas será que isso é verdade?

De acordo com especialistas, não é o sexo que importa para os mosquitos – então, parafraseando o filme, desencane, amiga, “ele não está tão afim de você”. Aliás, uma pesquisa estadunidense comprovou que os homens são mais atacados pelos bichinhos do que as mulheres, mas isso só porque eles têm o corpo maior.

E isso é atraente para o mosquito não pela quantidade maior de sangue (porque, obviamente, um “perniga” daqueles que nos fazem sinfonias durante a noite, não conseguiria dar conta de um ser humano inteiro), mas porque um corpomaior emite uma quantidade maior de calor e emite mais dióxido de carbono – e é isso que atrai nosso amigo inseto.

Para mostrar que o sexo da vítima não interfere na escolha do mosquito, cientistas compararam mulheres grávidas e mulheres normais e descobriram que as grávidas, por emitirem mais calor e dióxido de carbono, são alvos mais visados.

Além disso, o ácido lático produzido pelo nosso corpo também é algo que atrai os “pernigas” – ácido lático é um dos químicos presentes no suor. Por isso que quando você está fazendo alguma atividade física em um ambiente aberto também sofre mais com a picada dos insetos. [NY Times]

http://hypescience.com/mito-e-verdade-que-os-mosquitos-gostam-mais-do-sangue-de-mulheres-do-que-de-homens/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE