quarta-feira, 30 de junho de 2010

Trabalhar sentado é um problema para a saúde


Se você é secretária, caixa de supermercado, motorista de ônibus, funcionário de escritório, ou faz qualquer outro serviço onde é preciso passar o dia inteiro sentado, previna-se: essa rotina pode estar acabando com a sua saúde. Cientistas de um instituto de saúde da Califórnia (EUA) alertam que passar o dia sentado traz problemas diretos, tais como dor nos nervos, costas e pescoço, além de poder causar alguns ainda mais graves, como obesidade, diabetes e ataque cardíaco.

Por essa razão, a primeira recomendação (os médicos hoje a tratam como obrigação se você que preservar a saúde) é movimentar-se pelo menos cinco minutos por hora. Como nem sempre é possível dar uma folga no expediente para ir correr no parque, pelo menos se levante, mexa-se, faça alongamentos e movimente as articulações durante cinco minutos, para então voltar ao trabalho.

Os músculos imóveis perdem gradualmente a capacidade de metabolizar gorduras e açúcar tão eficientemente como deveriam, e isso pode promover níveis elevados de colesterol e risco de diabetes, no futuro.

Para minimizar os malefícios de trabalhar sentado, há mais alternativas. Uma delas é comprar uma cadeira na qual se possa regular a inclinação das costas e das pernas. Se você é felizardo de possuir uma cadeira assim, mude ligeiramente sua posição de tempos em tempos, não fique parado em uma só por mais de meia hora.

A postura é muito importante. Ficar com a postura corcunda, por 20 minutos, é tão desgastante para as costas quanto um dia inteiro em posição correta. É bom fazer exercícios específicos para as costas, porque é muito mais fácil se manter em posição reta se estes músculos estiverem fortalecidos. Quem tem problemas de postura sabe como é difícil se policiar para ficar empinado o tempo todo; quando você menos percebe, esta lá, curvado. [CNN]

http://hypescience.com/trabalhar-sentado-e-um-problema-para-a-saude/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE