segunda-feira, 19 de julho de 2010

Desenvolvido mosquito “à prova de malária


Cientistas conseguiram controlar geneticamente as larvas de mosquitos Anopheles para que elas não sejam transmissoras de malária. Os pesquisadores, da Universidade do Arizona, alteraram o aparelho digestivo dos insetos, tornando-os um ambiente inóspito para o desenvolvimento do parasita.

A inovação também reduziu o tempo de vida estimado dos mosquitos. Segundo os pesquisadores, o seu objetivo é introduzir esses mosquitos resistentes no ambiente e esperar que eles passem seus genes para as próximas gerações, impedindo a malária de continuar sendo transmitida.

Mas, para que isso aconteça, os mosquitos à prova de malária deverão ter uma vantagem competitiva, para serem mais resistentes.

No estudo, os geneticistas alteraram um gene que controla a produção de uma molécula que seria crucial para o desenvolvimento do parasita dentro do mosquito. Segundo os cientistas, foi a primeira vez em que se conseguiu bloquear completamente o protozoário causador da doença. [BBC]

http://hypescience.com/desenvolvido-mosquito-a-prova-de-malaria/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE