quarta-feira, 7 de julho de 2010

Humanos e orcas têm algo em comum: as avós


Tanto humanos quanto orcas formam laços afetivos com suas avós. Agora os cientistas descobriram o motivo.

Mulheres que passam pelo período pós-menopausa ficam cada vez mais interessadas em criar seus netos. E isso pode explicar porque fêmeas de grandes mamíferos (primatas e cetáceos) possuem maior expectativa de vida.

A hipótese das “avós” foi proposta, primeiramente, em 1950. Dizia que a menopausa, que indicava o fim da fertilidade das fêmeas, acontecia bem antes do fim de suas vidas porque assim elas, apesar de não poderem mais reproduzir, poderiam cuidar de outras crianças.

Estudos mostraram que, talvez, chimpanzés e gorilas também passem pela menopausa, mas os resultados foram controversos. No entanto foi comprovado que as baleias assassinas, as orcas, têm a mesma experiência e vida prolongada após a menopausa. E pesquisas recentes indicaram que, quanto mais velhas, mais próximas dos filhotes elas ficam – indicando que as orcas também possuem “avós”, que ajudam a criar as baleias mais novas. [BBC]

http://hypescience.com/humanos-e-orcas-tem-algo-em-comum-as-avos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE