quinta-feira, 6 de maio de 2010

Israelense diz ter desvendado segredo das propriedades medicinais do alho


O alho já foi usado para espantar vampiros, pulverizar bactérias, curar fungos dos pés e dar sabor aos talharins. Agora, cientistas de Israel estão empenhados em conhecer seus segredos medicinais.

Pesquisadores do Instituto de Ciências Weizman estão se concentrando no estudo da alicina, um composto presente no alho e que o rotege dos insetos, dos fungos e das bactérias.
O bioquímico David Mirelman, chefe de uma equipe que clonou o gene da alicina, sintetizou e estabilizou a molécula, altamente volátil, que é responsável por todo o bem e o mal do alho.

O penetrante odor do alho é o resultado de uma reação química que a alicina cria ao combinar o substrato Alina com uma enzima chamada alinasa.

Os testes de laboratório realizados por Mirelman e outros cientistas mostraram que a alicina é também muito eficaz na prevenção da hipertensão, no tratamento de diabetes, na cura da diarréia, na redução do risco de ataques cardíacos e na destruição de células cancerosas.

Os cientistas, em testes com ratos de laboratório, descobriram também que o alho impede que uma pessoa ganhe peso e, inclusive, poderia servir para emagrecer.

Mirelman chama o alho de "medicamento maravilhoso" e afirma que está à altura da aspirina, descoberta há mais de um século, na prevenção de uma série de doenças.

"A aspirina não é um antibiótico, mas ajuda a prevenir os acidentes vasculares no cérebro, a cefaléia, as dores e mais", disse o cientista. "Foi demonstrado que a alicina inclui nos microorganismos, como faz um antibiótico; ou seja, mata os microorganismos".

O estudo de Mirelman que resultou na síntese da alicina, que a maioria dos cientistas concordam que é o segredo do sucesso medicinal do alho, poderia levar à produção de remédios baseados nesse composto.

No entanto, Mirelman não acredita que as companhias farmacêuticas tenham muito interesse em levar a cabo a custosa pesquisa e os testes em seres humanos, já que a alicina é um composto de domínio público, o que significa que nenhuma empresa poderia recuperar seu investimento com um remédio exclusivo.

Essa situação não inibe Mirelman, que acredita tanto na eficácia da alicina que a toma com iogurte, todos os dias.

(Com informações da Reuters)
Fonte: CNN
http://www.saudeemmovimento.com.br/reportagem/noticia_exibe.asp?cod_noticia=398